Glória Perez se enfurece com comentário de internauta sobre sua novela e parte para provocações políticas: “fez o L, é fia? ”

Gloria foi assunto nas redes no final de setembro depois que seu perfil oficial curtiu o tuíte de um homem defendendo o voto em Jair Bolsonaro

www.brasil247.com - Glória Perez
Glória Perez (Foto: Reprodução)


247 - Desde que estreou no início de outubro, substituindo "Pantanal", a novela "Travessia" vem recebendo críticas nas redes sociais. A autora Gloria Perez que não era muito de responder as avaliações sobre a trama, parece ter perdido a paciência. Nesta quinta-feira (8), ela rebateu uma internauta usando um tom político ao citar o símbolo da campanha eleitoral de Luiz Inácio Lula da Silva, em que seus eleitores fazia um "L" com os dedos. As informações são do portal F5.

Tudo começou após um comentário de André Gabeh, ex-participante do BBB 1, lamentando ter perdido vários capítulos de "Travessia" nas últimas semanas. A internauta resolveu dar a sua opinião: "Você não está perdendo grande coisa não, fique tranquilo".

Gloria entrou na conversa e debochou do comentário. "Fez o L, é fia?", escreveu a autora, que ainda colocou um emoji de uma carinha gargalhando. Não houve réplica da seguidora. Gloria foi assunto nas redes no final de setembro depois que seu perfil oficial curtiu o tuíte de um homem que se identificava como "administrador de empresas e liberal raiz" defendendo o voto em Jair Bolsonaro nas últimas eleições. 

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247