Google decide pagar pela produção de conteúdo jornalístico

O anúncio foi feito pelo executivo Brad Bender, que responderá pela área de notícias do gigante de buscas e de publicidade

O objetivo é concorrer com o cartão da sua rival Apple
O objetivo é concorrer com o cartão da sua rival Apple (Foto: Arquivo Reuters/Arnd Wiegmann/Di)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – A relação entre o Google, maior empresa de buscas e de publicidade programática do mundo, e os veículos de comunicação terá uma guinada significativa nos próximos anos. Isso porque o Google decidiu pagar pela produção de conteúdo jornalístico, segundo anúncio feito por Brad Bender, executivo que responderá pela área de notícias do grupo.

Os primeiros países já confirmados na fase inicial do produto são Alemanha, Austrália e Brasil. Aqui, já estão fechados acordos com o jornal Estado de Minas, dos Diários Associados, e A Gazeta, do Espírito Santo.

"Estamos engajados com publishers que podem trazer seu jornalismo e voz editorial para a experiência. Queremos ter certeza de conseguir marcas respeitadas e publishers locais, assim como atores digitais. Enfatizar jornalismo é provavelmente mais importante do que nunca, uma forma de ajudar a lidar com alguns dos problemas complexos que estão sendo enfrentados no Brasil, como desinformação. É ajudar a garantir que as pessoas tenham um debate público bem informado. Parte da solução é oferecer às pessoas informação de qualidade e desenvolver ações que apoiem o jornalismo profissional. Isso é algo que eu destacaria como específico para o Brasil. Ajudar a conectar as pessoas às fontes mais confiáveis de informação", disse Bender, em entrevista à Folha de S. Paulo.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247