Google notifica empresa de tecnologia russa Rostec sobre o bloqueio de seu canal no YouTube

A corporação estatal observou que estava pronta para a possível remoção do canal e transferiu todos os vídeos para a plataforma de visualização de vídeos Rutube com antecedência

www.brasil247.com -
(Foto: REUTERS/Dado Ruvic/Illustration)


TASS - O Google, com sede nos EUA, notificou a empresa estatal russa de alta tecnologia Rostec sobre o bloqueio de seu canal no YouTube citando sanções anteriormente impostas, informou a empresa russa em comunicado.

“O Google nos notificou hoje sobre o bloqueio do canal da Rostec no YouTube e citou as sanções como motivo”, disse a Rostec em seu comunicado.

"Era um canal sobre a engenharia russa, nossos engenheiros e nossas inovações técnicas. O canal tinha cerca de 45.000 assinantes e centenas de milhares de espectadores anualmente", afirmou a empresa.

"Este é um exemplo óbvio de como a democracia ocidental funciona na realidade. Esta não é uma democracia, mas sua imitação, quando a liberdade de opinião está sendo estrangulada e bocas fechadas. Não há força e verdade em tais ações, ", acrescentou o comunicado.

A corporação estatal de alta tecnologia da Rússia Rostec também acrescentou que estava preparada para uma possível eliminação de seu canal no YouTube e copiou todos os seus vídeos publicados anteriormente para o canal Rutube.

"Todos podem nos assistir no Rutube a partir de hoje", acrescentou a empresa em seu comunicado. 

Em fevereiro de 2022, o Serviço Federal Antimonopólio da Rússia descobriu que o Google transgrediu as leis antitruste da Rússia. Foi aberto um processo contra a Google LLC devido à posição dominante do YouTube no mercado de serviços.

Foi iniciado por uma declaração do Centro Público Regional de Tecnologias da Internet, que apresentou uma queixa contra as ações do Google de bloqueio e exclusão repentinos de contas e conteúdo de usuários no YouTube.

O conhecimento liberta. Quero ser membro. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

Cortes 247

WhatsApp Facebook Twitter Email