Governo é antidemocrático com a imprensa, afirma Helena Chagas

Ex-ministra da Secretaria de Comunicação Social, a jornalista falou no Encontro de Assinantes do 247 em Brasília sobre o papel da imprensa na atualidade e da relação entre o governo e os jornalistas. “Não são tempos fáceis”, resume, destacando o “desrespeito” do presidente com os repórteres e com a atividade jornalística. Assista

247 - A ex-ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social e jornalista Helena Chagas, colunista do Brasil 247 e integrante do Jornalistas pela Democracia, falou durante o Encontro de Assinantes do 247 em Brasília sobre o papel da imprensa no cenário brasileiro atual e da relação entre o governo de Jair Bolsonaro e os jornalistas, classificada por ela como “antidemocrática”.

Helena disse que o governo criou um cerco contra os jornalistas e que, nessa conjuntura, o papel do repórter se torna ainda mais importante. Helena Chagas também pontuou que o governo trata os profissionais de jornalismo com desrespeito.

“Ser repórter nessa hora é muito importante, correr atrás de notícia e tentar entender e furar esse cerco que esse governo estabeleceu. A maneira como eles tratam a imprensa é uma coisa absolutamente antidemocrática, e não falo só a imprensa enquanto isso que eles fazem aí com a grande mídia”.

“É o jornalista no dia a dia, o desrespeito que o presidente da República tem com os jornalistas, o desrespeito que, de um modo geral, se tem do nosso trabalho, a falta de compreensão do que é o nosso trabalho. É uma loucura. Mesmo em governos conservadores você consegue estabelecer relações civilizadas nas democracias liberais, como se diz”, completou a jornalista.

Helena Chagas também afirmou que Bolsonaro age contra a classe jornalística com macarthismo. “Aqui você tem uma relação completamente inusitada, você tem um macarthismo, demissões de pessoas, expurgos, então não são tempos fáceis”.

Inscreva-se na TV 247 e assista à entrevista na íntegra:

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247