Governo prepara campanha milionária para seu projeto da Previdência

A equipe que trabalha na campanha publicitária da Reforma da Previdência que está sendo elaborada pelo governo Jair Bolsonaro desenvolve peças específicas para ressaltar que, se aprovada, a idade mínima não valerá de imediato; líderes de partidos alinhados ao Planalto teriam dito à equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes que, se a proposta mexer na aposentadoria rural, os deputados votarão contra o governo

Governo prepara campanha milionária para seu projeto da Previdência
Governo prepara campanha milionária para seu projeto da Previdência (Foto: Sergio Moraes - Reuters)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A equipe que trabalha na campanha publicitária da Reforma da Previdência que está sendo elaborada pelo governo Jair Bolsonaro desenvolve peças específicas para ressaltar que, se aprovada, a idade mínima não valerá de imediato. A informação foi publicada nesta sexta-feira (15) pela coluna Painel.

De acordo com a proposta, no fim da transição, em 2031, a idade mínima para homem se aposentar será de 65 para e para mulher, 62.

Líderes de partidos alinhados ao Palácio do Planalto teriam dito à equipe do ministro da Economia, Paulo Guedes que, se a proposta mexer na aposentadoria rural, os deputados votarão contra o governo.

Com o aval do presidente da Câmara, Rodrigo Maia (DEM-RJ), caciques das principais bancadas na Casa teriam feito um acordo o início da semana para barrar mudanças no regime dos trabalhadores do campo.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247