Greenwald parabeniza procuradora pelas desculpas, e lembra: “jogo cínico de Moro e Deltan foi enganoso desde o início”

"Todos os humanos erram: todos nós. E se desculpar, sobretudo em público, é difícil e merece crédito. Mas: assim como Moro fez quando se desculpou com a MBL, observe como admitem a autenticidade do material quando querem. O jogo cínico de Moro e Deltan foi enganoso desde o início", afirmou o jornalista Glenn Greenwald

(Foto: Ag. Senado | Reprodução/Twitter)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornalista Glenn Greenwald parabenizou a procuradora Jerusa Viecili, que ironizou a morte de Dona Marisa Letícia em 2017, quando a então esposa do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva foi vítima de um AVC hemorrágico em São Paulo. 

"Todos os humanos erram: todos nós. E se desculpar, sobretudo em público, é difícil e merece crédito. Mas: assim como Moro fez quando se desculpou com a MBL, observe como admitem a autenticidade do material quando querem. O jogo cínico de Moro e Deltan foi enganoso desde o início", escreveu o norte-americano em sua cont ano Twitter.

De acordo com reportagem do Intercept Brasil em parceria com o Uol, em um chat no Telegram, a procuradora debochou do falecimento de Marisa: "querem que eu fique pro enterro?".


Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247