Greenwald garante que público terá acesso a todo conteúdo da Vaza Jato

"É natural que o público queira ver tudo o mais rápido possível. E eles vão: tudo. Mas o jeito mais responsável e informativo de divulgar este arquivo é usar um processo jornalístico rigoroso, em parceria com outros. Pode levar mais tempo, mas o impacto e o valor serão maiores", Glenn Greenwald, editor do The Intercept

Glenn Greenwald
Glenn Greenwald (Foto: Lia de Paula/Agência Senado)

247 - O editor do The Intercept, Glenn Greenwald, disse compreender a ansiedade quanto à publicação do conteúdo completo das conversas entre o então juiz Sergio Moro, hoje ministro da Justiça de Jair Bolsonaro, e os procuradores da Lava Jato.

"É natural que o público queira ver tudo o mais rápido possível. E eles vão: tudo. Mas o jeito mais responsável e informativo de divulgar este arquivo é usar um processo jornalístico rigoroso, em parceria com outros. Pode levar mais tempo, mas o impacto e o valor serão maiores", enfatizou o jornalista em sua página no Twitter.

Ele disse ainda que uma das coisas que aprendeu com as reportagens de Snowden e WikiLeaks, que revelaram um grande esquema de espionagem dos EUA contra diversos chefes de Estado foi que ao publicar o arquivo completo o jornalista "será acusado de ser imprudente, invadir a privacidade e afogar o público em demasiada informação". Mas caso decida "publicar com cuidado", ou seja, como tem feito no caso da Vaza Jato, "será acusado de divulgação parcial e seletiva".

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247