Guardian noticia atentado que a mídia nacional esconde

O jornal britânico The Guardian repercutiu o atentado contra um acampamento do ex-presidente Lula; segundo o veículo, "como o país mergulhou na crise política e econômica nos últimos anos, houve um aumento no número de assassinatos de ativistas e líderes políticos, rurais e ambientais. O recente assassinato de um vereador do Rio de Janeiro foi um dos casos mais chocantes e emblemáticos"

O jornal britânico The Guardian repercutiu o atentado contra um acampamento do ex-presidente Lula; segundo o veículo, "como o país mergulhou na crise política e econômica nos últimos anos, houve um aumento no número de assassinatos de ativistas e líderes políticos, rurais e ambientais. O recente assassinato de um vereador do Rio de Janeiro foi um dos casos mais chocantes e emblemáticos"
O jornal britânico The Guardian repercutiu o atentado contra um acampamento do ex-presidente Lula; segundo o veículo, "como o país mergulhou na crise política e econômica nos últimos anos, houve um aumento no número de assassinatos de ativistas e líderes políticos, rurais e ambientais. O recente assassinato de um vereador do Rio de Janeiro foi um dos casos mais chocantes e emblemáticos" (Foto: Leonardo Lucena)

247 - O jornal britânico The Guardian repercutiu o atentado contra um acampamento do ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva, que aconteceu por volta das 4h da madrugada deste sábado (28) em Curitiba (PR). Duas pessoas ficaram feridas, mas não correm risco de vida.

O veículo também destacou que "o Brasil é um dos países mais violentos do mundo, com cerca de 60.000 homicídios anuais, a grande maioria dos quais não é resolvida".

"Como o país mergulhou na crise política e econômica nos últimos anos, houve um aumento no número de assassinatos de ativistas e líderes políticos, rurais e ambientais. O recente assassinato de um vereador do Rio de Janeiro foi um dos casos mais chocantes e emblemáticos", diz o texto.

O jornal traz, ainda, o posicionamento da presidente nacional do PT, senadora Gleisi Hoffmann (PR), em vídeo no Facebook "Esse é o resultado desse processo construído de perseguição contra Lula, o partido dos trabalhadores e os movimentos de esquerda", afirmou.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247