Helena Chagas destaca papel da imprensa na democracia

“Nem sempre foi assim, mas eu acho que isso agora [liberdade de imprensa] se deve, sobretudo, ao grau de amadurecimento político que nós alcançamos. Eu não vejo, em hipótese alguma, possibilidade de haver retrocesso pois nossa liberdade de imprensa é um pilar da democracia”, disse a ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência

Helena Chagas destaca papel da imprensa na democracia
Helena Chagas destaca papel da imprensa na democracia

Pollyane Marques
Repórter do Radiojornalismo da EBC

Brasília – O 5º Fórum Liberdade de Imprensa e Democracia foi encerrado ontem (7), na capital federal, com a participação da ministra-chefe da Secretaria de Comunicação Social da Presidência da República, Helena Chagas. Durante a sua palestra, a ministra destacou a importância da informação para a consolidação da democracia.

“Nem sempre foi assim, mas eu acho que isso agora [liberdade de imprensa] se deve, sobretudo, ao grau de amadurecimento político que nós alcançamos. Eu não vejo, em hipótese alguma, possibilidade de haver retrocesso pois nossa liberdade de imprensa é um pilar da democracia”, disse.

Helena Chagas defendeu, também, que para que se garantir a liberdade da imprensa, antes de tudo, é necessário contar aos jovens, como foi viver sob a censura da ditadura militar, para que entendam como é grande a liberdade que se tem hoje.

Sobre o papel do cidadão no debate da liberdade de imprensa, a ministra acredita que, apesar de ainda não ser o ideal, há cada vez mais espaço para a participação do povo. “Eu acho que é obrigação dos meios de comunicação abrir espaço para o cidadão, mas o caminho que o jornalismo está tomando, chega cada vez mais perto da interatividade. Ele [o jornalismo] é feito para o cidadão, o cidadão em todos os planos da sua vida.”

Também participou do fórum a diretora de Jornalismo da Empresa Brasileira de Comunicação (EBC), Nereide Beirão, debatendo sobre o tema A Mídia e os Desafios do Trabalho na Capital da República. Durante o painel, ela defendeu a regulamentação da comunicação no Brasil e disse que regulamentar não significa controle sobre o conteúdo, mas sim regras de mercado e sobre a atividade profissional. Nereide falou também sobre as diferenças entre o trabalho nas empresas públicas, caso da EBC, e nas empresas privadas.

Segundo a diretora da EBC, trabalhar em uma empresa pública garante mais liberdade ao profissional. “Para o jornalista é terrível ter que omitir informação ou seguir linhas editoriais e teses dos chefes. O jornalista tem que relatar aquilo que está vendo, a verdade. Por isso a liberdade é fundamental para o jornalismo”.

O 5º Fórum Liberdade de Imprensa e Democracia ocorre no momento que o país começa a acompanhar o julgamento do assassinato do jornalista Décio Sá, morto em São Luís, em abril do ano passado, depois de divulgar em seu blog o esquema de agiotagem de uma quadrilha que atuava no Maranhão.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247