Helena Chagas: Herman Benjamin é a nova assombração de Temer

Jornalista do blog Os Divergentes destacou que os sinais do ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação de Michel Temer no TSE, mais a divulgação do cheque de R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez nominal a Temer vem assustando muita gente no governo; "Pode vir desgaste grande por aí. Fica cada vez mais distante a possibilidade de o relator aceitar a separação das contas das duas campanhas e considerar que as doações feitas pela Andrade Gutierrez a Dilma são fruto de propina e as feitas a Temer não"  

Jornalista do blog Os Divergentes destacou que os sinais do ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação de Michel Temer no TSE, mais a divulgação do cheque de R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez nominal a Temer vem assustando muita gente no governo; "Pode vir desgaste grande por aí. Fica cada vez mais distante a possibilidade de o relator aceitar a separação das contas das duas campanhas e considerar que as doações feitas pela Andrade Gutierrez a Dilma são fruto de propina e as feitas a Temer não"
 
Jornalista do blog Os Divergentes destacou que os sinais do ministro Herman Benjamin, relator da ação que pede a cassação de Michel Temer no TSE, mais a divulgação do cheque de R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez nominal a Temer vem assustando muita gente no governo; "Pode vir desgaste grande por aí. Fica cada vez mais distante a possibilidade de o relator aceitar a separação das contas das duas campanhas e considerar que as doações feitas pela Andrade Gutierrez a Dilma são fruto de propina e as feitas a Temer não"   (Foto: Aquiles Lins)

247 - A jornalista Helena Chagas, do blog Os Divergentes, destacou que o ministro Herman Benjamin, relator da ação no Tribunal Superior Eleitoral que pede a cassação do mandato de Michel Temer por irregularidades nas campanha de 2014, representa a maior preocupação do Palácio do Planalto atualmente.  

"Nos últimos dias, os sinais emitidos por Benjamin, e a divulgação de elementos relacionando de forma estreita as doações eleitorais para petistas e peemedebistas – como o cheque com o depósito de R$ 1 milhão da Andrade Gutierrez – vem assustando muita gente no governo", afirma. 

"Os mesmos planaltinos que veem em Gilmar um amigo consideram Benjamin um simpatizante dos governos petistas. E estão incomodados com o ativismo do ministro, que parece estar querendo investigar mesmo a fundo, de verdade, as irregularidades da campanha ligadas à Lava Jato – que tendem a ficar cada vez mais visíveis,sobretudo com a próxima delação da Odebrecht", diz Chagas.

Ela conta que ninguém sabe o que mais vai aparecer, arrebatando a opinião pública, e o que Benjamin vai fazer com isso. "Pode vir desgaste grande por aí. Fica cada vez mais distante a possibilidade de o relator aceitar a separação das contas das duas campanhas e considerar que as doações feitas pela Andrade Gutierrez a Dilma são fruto de propina e as feitas a Temer não."

Leia na íntegra o artigo de Helena Chagas.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247