Hipocrisia: dono da Globo jantou com Odebrecht

No momento em que o jornal O Globo, de João Roberto Marinho, tenta criminalizar as atividades internacionais do ex-presidente Lula, surge uma informação interessante; no jantar oferecido por Marcelo Odebrecht em torno do ex-presidente, um dos convidados foi o próprio João Roberto; "Por que nenhum veículo se preocupou em registrar isso? Por que até agora ele não foi ouvido para que possa responder sobre o que se tratou no jantar? Por que o jornal dos Marinho esconde essa informação e todo o resto da mídia também?", questiona o jornalista Renato Rovai, que publicou a lista dos convidados

www.brasil247.com - No momento em que o jornal O Globo, de João Roberto Marinho, tenta criminalizar as atividades internacionais do ex-presidente Lula, surge uma informação interessante; no jantar oferecido por Marcelo Odebrecht em torno do ex-presidente, um dos convidados foi o próprio João Roberto; "Por que nenhum veículo se preocupou em registrar isso? Por que até agora ele não foi ouvido para que possa responder sobre o que se tratou no jantar? Por que o jornal dos Marinho esconde essa informação e todo o resto da mídia também?", questiona o jornalista Renato Rovai, que publicou a lista dos convidados
No momento em que o jornal O Globo, de João Roberto Marinho, tenta criminalizar as atividades internacionais do ex-presidente Lula, surge uma informação interessante; no jantar oferecido por Marcelo Odebrecht em torno do ex-presidente, um dos convidados foi o próprio João Roberto; "Por que nenhum veículo se preocupou em registrar isso? Por que até agora ele não foi ouvido para que possa responder sobre o que se tratou no jantar? Por que o jornal dos Marinho esconde essa informação e todo o resto da mídia também?", questiona o jornalista Renato Rovai, que publicou a lista dos convidados (Foto: Leonardo Attuch)


Do Jornal GGN - Em seu Blog o jornalista Renato Rovai chama a atenção para um dado muito importante, nem um pouco explorado pelos grandes meios de comunicação. Em um dos documentos vazados da investigação da Polícia Federal que trata de um jantar organizado, em 2012, por Marcelo Odebrecht para receber Lula, também estava presente João Roberto Marinho, vice-presidente do Grupo Globo. A lista também contém outros nomes publicamente conhecidos sugerindo, portanto, que o evento se tratou, apenas, de um encontro de negócios reunindo Abilio Dinis, Roberto Setubal, Jorge Gerdau, Luis Carlos Trabuco, Eike Batista, além  do ex-ministro Antonio Palocci, Sérgio Nobre (presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC) e Juvandia (presidente do Sindicato dos Bancários).

 
 
Documento da PF traz João Roberto Marinho na lista do jantar com Lula

O jantar para Lula organizado por Marcelo Odebrecht, fruto de investigação da PF e que o jornalismo “investigativo” brasileiro está tratando como um indício claro das relações espúrias da empreiteira com o ex-presidente teria reunido 15 pessoas na casa do anfitrião, no Condomínio Jardim Pignatari.

Até agora, porém, os colegas que estão buscando restos do que se comeu na ocasião para ver se acham o DNA dos participantes revelaram apenas três nomes, além do de Marcelo Odebrecht e Lula, o do ex-ministro Antonio Palocci, o de Sérgio Nobre (presidente do Sindicato dos Metalúrgicos do ABC) e  o da Juvandia (presidente do Sindicato dos Bancários).
 
Pois bem, como você pode perceber no fac-simile acima, de um dos documentos vazados, João Roberto Marinho, era um dos 15 nomes da lista.
 
Por que nenhum veículo se preocupou em registrar isso? Por que até agora ele não foi ouvido para que possa responder sobre o que se tratou no jantar? Por que o jornal dos Marinho esconde essa informação e todo o resto da mídia também?
 
Além dele, outros grandes empresários também estavam lá. Bolivarianos como Abilio Dinis, Roberto Setubal, Jorge Gerdau e Luis Carlos Trabuco. Ou seja, não foi um evento da Odebrecht com Lula. Mas de empresários e dois importantes sindicalistas a pedido de Lula.
 
O que se comeu no jantar? O que se discutiu no jantar? Simples, é só perguntar pro João Roberto Marinho.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email