'Historiador' tucano chama apoiadores de Lula de “cachaceiros”

Em comentário ao vivo na TV Cultura, de São Paulo, Marco Antonio Villa usou o termo "cachaceiros" para se referir aos simpatizantes do ex-presidente que participaram de um churrasco de espetinhos organizado pela CUT; "Os cachaceiros vieram de São Bernardo (do Campo) com ônibus pagos pelo sindicato"

Em comentário ao vivo na TV Cultura, de São Paulo, Marco Antonio Villa usou o termo "cachaceiros" para se referir aos simpatizantes do ex-presidente que participaram de um churrasco de espetinhos organizado pela CUT; "Os cachaceiros vieram de São Bernardo (do Campo) com ônibus pagos pelo sindicato"
Em comentário ao vivo na TV Cultura, de São Paulo, Marco Antonio Villa usou o termo "cachaceiros" para se referir aos simpatizantes do ex-presidente que participaram de um churrasco de espetinhos organizado pela CUT; "Os cachaceiros vieram de São Bernardo (do Campo) com ônibus pagos pelo sindicato" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O 'historiador' tucano Marco Antonio Villa chamou de "cachaceiros" os apoiadores do ex-presidente Lula durante comentário ao vivo no Jornal da Cultura, da TV Cultura, de São Paulo, na noite desta segunda-feira 17. O destaque foi feito pelo colunista de TV Jeff Benício, do portal Terra.

"Os cachaceiros vieram de São Bernardo [do Campo] com ônibus pagos pelo sindicato", comentou Villa, sobre um churrasco de espetinhos organizado pela CUT. O ato foi realizado em frente ao Instituto Lula no domingo, mesmo dia das manifestações anti-governo organizadas em várias cidades do País.

Villa elogiou as manifestações e criticou o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, por, segundo ele, estar dificultando o andamento de processo de impeachment contra a presidente Dilma Rousseff. "Janot, tô de olho em você. Você tá mais pra enganô do que pra Janot".

Ele contestou também o número de manifestantes estimado pelo Datafolha (135 mil na Avenida Paulista) e criticou a declaração do diretor do instituto, Mauro Paulino, sobre a baixa adesão de jovens aos protestos. "Discordo, e como!", rebateu.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email