Huck lamenta miséria e internautas lembram que ele apoiou o golpe e depois Bolsonaro

"Precisamos de um projeto de país, de união, liderança e trabalho sério", pediu o apresentador da TV Globo após apoiar a derrubada de Dilma

www.brasil247.com -
(Foto: Reprodução)


247 - O apresentador da TV Globo Luciano Huck foi criticado nas redes neste domingo (25) depois de comentar o aumento no número de famílias vivendo na miséria.

"Temos de desengatar a marcha à ré. Precisamos de um projeto de país, de união, liderança e trabalho sério. É necessário aumentar a confiança dos brasileiros e do mundo no Brasil. Só assim vamos romper com a pobreza hereditária e superar a miséria", escreveu Huck.

Internautas, no entanto, lembraram que o apresentador apoiou o golpe contra a ex-presidente Dilma Rousseff em 2016 e, na campanha eleitoral de 2018, apoiou Jair Bolsonaro.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O crescimento da pobreza e da miséria no país são consequências diretas do golpe de 2016 e da ascensão do bolsonarismo ao Palácio do Planalto.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email