Imagens ofensivas invadem Facebook

Reclamaes crescem nas redes sociais e partem de usurios infelizes com a enxurrada de vdeos pornogrficos e fotos abusivas no newsfeed

Imagens ofensivas invadem Facebook
Imagens ofensivas invadem Facebook (Foto: DIVULGAÇÃO)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Lucas Reginato_247 - Usuários do Facebook de todo o mundo têm reclamado insistentemente de que o newsfeed é invadido por imagens ofensivas. O problema ganhou o Twitter nesta terça-feira, e representantes da maior rede social resolveram se manifestar. Internautas relatam que, em suas páginas, pipocam vídeos pornográficos, fotografias de crimes e de violência animal.

“Eu entro no Facebook e a primeira coisa que eu vejo é um cão morto. Minha relação com o facebook está acabada”, decretou @KryshaBravo, em sua página no Twitter. As imagens com cachorros mortos, aliás, pareceram incomodar mais do que a pornografia: “Estou enojado com o facebook. O cão morto foi demais”, reclamou @linsnead.

A origem da invasão ainda é desconhecida. O certo é que um vírus consegue se proliferar facilmente em uma estrutura de rede como a do Facebook, que permite links de conteúdos externos e alto nível de compartilhamento. Graham Culey, especialista em segurança na internet, afirmou em seu blog que “é muito cedo para afirmar com precisão como o conteúdo está se espalhando”.

Embora muitas pessoas já tenham associado o problema às ameaças feitas por integrantes do grupo hacker Anonymous, a acusação ainda é infundada, já que a entidade se pronunciou oficialmente contra qualquer ataque à rede social.

Em comunicado à imprensa, Andrew Noyes, porta-voz do facebook, afirmou que a empresa já está se movimentando. “Tivemos um aumento nos relatos recentemente e estamos investigando e cuidando do assunto", comentou. Às vítimas, as recomendações são que troquem as senhas, removam aplicativos indesejados e façam a limpeza em todo o computador com algum software de segurança, a fim de detectar o vírus que está causando o mal.

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email