Instagram é alvo de ação por coleta e utilização de dados biométricos sem consentimento

O Instagram é acusado de processar, armazenar e lucrar indevidamente com as informações de reconhecimento facial de seus mais de 100 milhões de usuários, sem consentimento

Instagram
Instagram (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Facebook Inc. está sendo novamente acusado de coletar dados biométricos dos usuários de forma indevida. O aplicativo Instagram, pertencente à empresa, é foco de uma ação movida em uma corte da Califórnia, nos Estados Unidos, segundo a Bloomberg. O Instagram é acusado de processar, armazenar e lucrar indevidamente com as informações de reconhecimento facial de seus mais de 100 milhões de usuários, sem consentimento.

A ação denuncia que a rede social passou a informar seus usuários sobre isso no início deste ano, atualizando os termos de uso, mas a coleta e utilização das informações já viria ocorrendo há alguns anos.

Segundo o Canal Tech, “a ação relacionada ao Instagram cita a totalidade de usuários globais na plataforma, mas é focada nos utilizadores que moram no estado de Illinois, nos Estados Unidos. De acordo com os advogados, o funcionamento da rede social vai contra leis locais de privacidade que impedem a coleta de dados biométricos sem consentimento dos usuários; o pedido é de indenizações no valor de US$ 1 mil por violação confirmada, um total que pode ser de US$ 5 mil caso os juízes considerem que o Facebook agiu de forma intencional ou imprudente no caso”. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247