Izabella Camargo pode ter que pagar multa de meio milhão por suposta crítica à Globo

Rede Globo alega que a jornalista Izabella Camargo descumpriu acordo que estabelecia que ela receberia uma indenização de R$ 1 milhão e desligaria de forma definitiva da emissora, mas impôs condições como não fazer críticas a emissora

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - A entrevista que a jornalista Izabella Camargo deu ao programa "Pânico", na Jovem Pan, no último dia 9, em que ela relata como se sentiu ao ser demitida da Rede Globo após voltar de uma licença-médica por sofrer com a Síndrome de Burnout, pode custar R$ 500 mil para a jornalista. 

Segundo Ricardo Feltrin, do UOL, o acordo assinado entre Globo e Izabella estabelece que a jornalista receberia uma indenização de R$ 1 milhão e desligaria de forma definitiva da emissora. No entanto, estabelece também condições, entre as quais, a de que ela não poderia mais criticar a emissora e tampouco associá-la à doença que ela sofre.

"Quando eu cheguei da minha licença médica e fui dispensada, cara, aquilo foi um golpe, foi a coisa mais violenta que aconteceu na minha vida até hoje. Foi mais do que assalto a mão armada", disse a jornalista na entrevista, considerado pelos advogados da emissora, como uma ofensa à Rede Globo.

Em caso de descumprimento ficou estipulado o pagamento de multa de 50% sobre o valor total do acordo. A data definida para o pagamento da indenização foi nesta sexta (20), mas em vez de depositar o valor, advogados da emissora alegaram que a jornalista descumpriu o acordo na entrevista à Jovem Pan.

"As declarações possuem nítido tom difamatório e depreciativo", diz a defesa da Globo em petição enviada à 24ª Vara do Trabalho, que alega quebra de contrato.

A Globo pediu e foi autorizada pela juíza Raquel Marcos de Simões a depositar apenas metade do valor acordado em uma conta judicial, dando cinco dias para que a jornalista apresente explicações.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247