Janio: distribuição de tempo de TV é uma 'aberração antidemocrática'

"Nem ao menos decorre das proporções da representação partidária, pretendidas pela legislação. Em casos como o de Geraldo Alckmin, a desproporção é produto de transações espúrias que associam partidos, seus tempos e ainda as quantidades de inserções", avalia o jornalista Janio Freitas

Janio: distribuição de tempo de TV é uma 'aberração antidemocrática'
Janio: distribuição de tempo de TV é uma 'aberração antidemocrática'

247 - O jornalista Janio de Freitas criticou neste domingo, 26, a distribuição de propaganda eleitoral no rádio e na TV feito no Brasil. Para ele, a disparidade entre os tempos dos candidatos é uma "aberração antidemocrática".

"Nem ao menos decorre das proporções da representação partidária, pretendidas pela legislação. Em casos como o de Geraldo Alckmin, a desproporção é produto de transações espúrias que associam partidos, seus tempos e ainda as quantidades de inserções. Mas desde logo custam muito ao eventual governo futuro e ao país", diz Janio em sua coluna na Folha de S. Paulo. 

O jornalista aponta que Alckmin, com 6% de intenções de voto, segundo o Datafolha, dispõe de mais tempo de TV do que a soma de todos os outros exceto João Amoedo e João Goulart Filho.

"Os números de inserções, nos 35 dias de propaganda gratuita na TV, trazem outra disparidade, serão 434 de Alckmin, 189 de Lula, 53 de Alvaro Dias, 51 de Ciro Gomes, 29 de Marina Silva, que chega a ficar de fora no equivalente a uma semana de propaganda, e 11 de Bolsonaro, com presença que não alcança um terço dos dias de transmissão. A diferença é brutal", avalia. 

Janio destaca que o PT é o único partido a crescer no quadro eleitoral. "Dos 19% que tinha em junho, subiu para 24%, o que significa um quarto dos eleitores. Aí está o potencial para Fernando Haddad, se Lula ficar impedido, fazer frente a Bolsonaro. Era o que faltava, estando indicado pelo Datafolha que nenhum dos outros principais concorrentes seria vencido, no caso de segundo turno, pelo representante do extremismo direitista. Já é alguma coisa para um sistema eleitoral antidemocrático", diz ele.  

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247