Jeferson Miola: a ideia de que a luta das maiorias demográficas é identitária é inaceitável

“Isso é uma loucura e despotencializa a emergência dessas lutas e a centralidade que esses segmentos passaram a ocupar no dinamismo, no conflito político no nosso País”, disse o jornalista à TV 247. Assista

Jeferson Miola
Jeferson Miola (Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News

247 - O jornalista Jeferson Miola analisou na TV 247 o ato do grupo Revolução Periférica, que colocou fogo na estátua de Borba Gato em São Paulo no último sábado (24), dia da mobilização nacional por Fora Bolsonaro.

Para Miola, acusar o grupo, de favelados e pobres, de estarem somente lutando por pautas identitárias, apenas em torno da construção da sua identidade, é inaceitável. Eles estão, segundo o jornalista, no centro da discussão política do País e devem ser tratados desta maneira.

“Do ponto de vista sociológico é um conceito inapresentável a ideia de que a luta das maiorias é uma luta identitária, como se a luta dos favelados, a luta das mulheres, a luta dos pobres, que são maiorias demográficas no nosso País, fossem lutas meramente em torno da construção da sua identidade. Isso é uma loucura e despotencializa a emergência dessas lutas e a centralidade que esses segmentos passaram a ocupar no dinamismo, no conflito político no nosso País”.

PUBLICIDADE

Inscreva-se na TV 247, seja membro e compartilhe:

PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email