João Roberto Marinho nega ida a Brasília para pressionar STF

O Grupo Globo negou nesta quarta-feira, 20, que o seu vice-presidente, João Roberto Marinho, tenha ido a Brasília para tratar da manutenção da prisão em segunda instância com ministros do Supremo Tribunal Federal; "O vice-presidente do Grupo Globo, João Roberto Marinho, sequer tem previsão de viagem a Brasília e ele encontra-se, inclusive, em viagem fora do Brasil", diz a Globo em nota; conforme o 247 apurou, João Roberto Marinho tenta convencer ministros do STF a apoiarem a decisão da ministra Cármen Lúcia, de permanecer engavetada a rediscussão do tema

João Roberto Marinho nega ida a Brasília para pressionar STF
João Roberto Marinho nega ida a Brasília para pressionar STF
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O Grupo Globo negou nesta quarta-feira, 20, que o seu vice-presidente, João Roberto Marinho, tenha ido a Brasília para tratar da manutenção da prisão em segunda instância com ministros do Supremo Tribunal Federal.

"Em relação à referida nota, gostaríamos de esclarecer que ela é totalmente mentirosa. O vice-presidente do Grupo Globo, João Roberto Marinho, sequer tem previsão de viagem a Brasília e ele encontra-se, inclusive, em viagem fora do Brasil", diz a Globo em nota ao 247. 

Leia a notícia anterior, do 247, sobre o assunto:

O vice-presidente do Grupo Globo, João Roberto Marinho, desembarca nesta quarta-feira, 21, em Brasília, diante do agravamento da crise no Supremo Tribunal Federal sobre a rediscussão da prisão após condenação em segunda instância. 

PUBLICIDADE

Conforme o 247 apurou, João Roberto Marinho vai tentar convencer ministros do STF a apoiarem a decisão da ministra Cármen Lúcia, de permanecer engavetada a rediscussão do tema, que já tem maioria formada para derrubar a medida e garantir a presunção da inocência até o julgamento nas instâncias superiores. 

 

PUBLICIDADE

 

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

PUBLICIDADE

Cortes 247

PUBLICIDADE

Apoie o 247

PUBLICIDADE
PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email