Joaquim de Carvalho: Globo faz campanha contra o STF para ser blindada

O jornalista Joaquim de Carvalho avalia, no Diario do Centro do Mundo, que a Globo em uma "campanha intensa para emparedar o Supremo Tribunal Federal" com o objetivo de ser blindada de investigações. "Estive em Road Town, capital das Ilhas Virgens Britânicas, onde a Globo disse que havia uma empresa com direitos de transmissão da Copa do Mundo que ela comprou. Era mentira. A empresa só existia no papel", diz ele

Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "A Globo está em uma campanha intensa para emparedar o Supremo Tribunal Federal e manter a Lava Jato como a última instância do Poder Judiciário, o que, em última análise, representa o poder dela própria", escreve o jornalista Joaquim de Carvalho, no Diario do Centro do Mundo. Segundo ele, "se a preocupação da Globo agisse, como diz, a defesa de um país sem corrupção, começaria por fazer o dever de casa, já que é grande o passivo dela nessa área, conforme eu mesmo pude testemunhar, em reportagens recentes".

"Estive em Road Town, capital das Ilhas Virgens Britânicas, onde a Globo disse que havia uma empresa com direitos de transmissão da Copa do Mundo que ela comprou. Era mentira. A empresa só existia no papel, e era uma armação da própria família Marinho para não pagar impostos no Brasil", diz. "Flagrada no crime, se safou graças à subtração do processo na Receita Federal por uma funcionária que é dona de um apartamento vizinho ao prédio onde Roberto Marinho tinha uma cobertura".

Leia o texto no Diario do Centro do Mundo

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

WhatsApp Facebook Twitter Email