Jornalista aponta sincronia entre Lava Jato e impeachment

Blogueiro do Uol, Mário Magalhães elabora um calendário que mostra que as ações da Operação Lava Jato acontecem nas vésperas de "eventos políticos decisivos"; "Quando a coincidência é demasiada, deixa de ser coincidência", constata

Blogueiro do Uol, Mário Magalhães elabora um calendário que mostra que as ações da Operação Lava Jato acontecem nas vésperas de "eventos políticos decisivos"; "Quando a coincidência é demasiada, deixa de ser coincidência", constata
Blogueiro do Uol, Mário Magalhães elabora um calendário que mostra que as ações da Operação Lava Jato acontecem nas vésperas de "eventos políticos decisivos"; "Quando a coincidência é demasiada, deixa de ser coincidência", constata (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornalista Mário Magalhães, do Uol, elaborou um calendário que mostra uma sincronia entre os eventos políticos e as ações da Operação Lava Jato, coordenada pela Polícia Federal, em parceria com o Ministério Público Federal e o juiz Sérgio Moro.

Magalhães observa que "ações da Lava Jato coincidem com vésperas de eventos políticos decisivos", como a condução coercitiva de Lula, determinada por Moro, que ocorreu menos de dez dias antes de manifestações pró-impeachment. "O ambiente mudou. Bombaram. Em dezembro, haviam sido modestas", observa.

"Três dias mais tarde, Moro liberou a divulgação de gravações telefônicas de Lula, inclusive de conversa com a presidente. Em abril de 2015, ocorrera sincronia semelhante. O ato pela deposição de Dilma seria no dia 12. Na antevéspera, deu-se a 11ª fase da Lava Jato, e o clima esquentou. Cinco dias antes da votação na Câmara que autorizaria o impeachment, desencadearam a 28ª fase", diz outro trecho de seu texto.

"Quando a coincidência é demasiada, deixa de ser coincidência", constata o jornalista. "Algum dia um scholar estudará tudo isso e muita gente reagirá com ares de surpresa, falsos ou verdadeiros, às conclusões tão óbvias", escreve ainda.

Leia aqui a íntegra.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como:

• Cartão de crédito na plataforma Vindi: acesse este link

• Boleto ou transferência bancária: enviar email para [email protected]

• Seja membro no Youtube: acesse este link

• Transferência pelo Paypal: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Patreon: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Catarse: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Apoia-se: acesse este link

• Financiamento coletivo pelo Vakinha: acesse este link

Inscreva-se também na TV 247, siga-nos no Twitter, no Facebook e no Instagram. Conheça também nossa livraria, receba a nossa newsletter e ative o sininho vermelho para as notificações.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247