Jornalistas brasileiros são vítimas de agressão física e racismo na Eurocopa

A repórter Sônia Blota e o cinegrafista Fernando Henrique de Oliveira, da TV Band, levaram um chute e um tapa no rosto; durante cobertura em Paris, eles foram abordados de forma violenta por torcedores da Alemanha, que gritaram “Fora, seus negros”

A repórter Sônia Blota e o cinegrafista Fernando Henrique de Oliveira, da TV Band, levaram um chute e um tapa no rosto; durante cobertura em Paris, eles foram abordados de forma violenta por torcedores da Alemanha, que gritaram “Fora, seus negros”
A repórter Sônia Blota e o cinegrafista Fernando Henrique de Oliveira, da TV Band, levaram um chute e um tapa no rosto; durante cobertura em Paris, eles foram abordados de forma violenta por torcedores da Alemanha, que gritaram “Fora, seus negros” (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Portal Fórum - A repórter Sônia Blota e o cinegrafista Fernando Henrique de Oliveira, da TV Band, foram agredidos nesta quinta-feira (16) durante a cobertura da Eurocopa, em Paris. Eles foram abordados de forma violenta por torcedores da Alemanha, que gritaram “Fora, seus negros”. Sônia levou um chute e Fernando, um tapa no rosto.

O episódio aconteceu em frente à estação de trens Gare du Nord, no centro da cidade. “A dor não é física, é moral e psicológica. Parece que o resto da vida vamos ter de nos desculpar por sermos negros e minoria”, contou Fernando em um relato sobre a violência. Os jornalistas fizeram imagens dos agressores e prestaram queixa à polícia, que em um primeiro momento se recusou a intervir no caso.

fernando ciengrafista
Foto de capa: Reprodução

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247