Kennedy Alencar: governo está perdendo debate sobre a previdência

Jornalista Kennedy Alencar analisa em seu blog as mudanças propostas e o clima político envolvido na aprovação da reforma da Previdência; para ele, o governo de Michel Temer está perdendo o debate público, porém se esforça para aprovar o pacote e assim cumprir o que prometeu à elite econômica; "O presidente Michel Temer tem dito em seus discursos que os direitos adquiridos estão garantidos e tem apontado motivos para a realização da reforma da Previdência. Ela é necessária para que Temer entregue a segunda parte do ajuste fiscal que prometeu ao mercado financeiro e à elite econômica"

Temer
Temer (Foto: José Barbacena)

247 - O jornalista Kennedy Alencar analisa em seu blog as mudanças propostas e o clima político envolvido na aprovação da reforma da Previdência. Para ele, o governo de Michel Temer está perdendo o debate público, porém se esforça para aprovar o pacote e assim cumprir o que prometeu à elite econômica.

"O governo está perdendo o debate público a respeito da reforma da Previdência. A proposta é muito dura. Está se consolidando a imagem de uma reforma que dificultará aposentadorias e retirará direitos. O presidente Michel Temer tem dito em seus discursos que os direitos adquiridos estão garantidos e tem apontado motivos para a realização da reforma da Previdência. Ela é necessária para que Temer entregue a segunda parte do ajuste fiscal que prometeu ao mercado financeiro e à elite econômica. A primeira parte do ajuste fiscal foi a PEC do Teto, mas essa regra orçamentária precisa do complemento da reforma da Previdência para que tenha efeito real", diz Kennedy.

"Com o abalo que as delações da Odebrecht deverão causar no mundo político, crescerá no Congresso o sentimento para mostrar serviço. A reforma da Previdência deverá ser aprovada, mas numa versão mais light do que a defendida pelo governo. Exigir 49 anos para aposentadoria integral não tem apoio da base do governo. As regras de transição para quem está no mercado de trabalho deverão ser suavizadas".

Temer tem reunião hoje com representantes da comissão especial da Câmara que analisa a reforma da Previdência. Deve fazer um apelo pela aprovação e acertar limites de concessões do governo diante das resistências à proposta.

Veja a análise completa

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247