Kennedy: debate sobre fatiar denúncia serve ao fisiologismo

O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu blog sobre os motivos que levam apoiadores de Michel Temer e oposição a debaterem sobre o possível fatiamento da mais recente denúncia contra o peemedebista; "O interesse de partidos do centrão é pressionar o Palácio do Planalto para obter mais benesses, cobrando novamente uma conta alta para avaliar preliminarmente as acusações contra Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral", diz

O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu blog sobre os motivos que levam apoiadores de Michel Temer e oposição a debaterem sobre o possível fatiamento da mais recente denúncia contra o peemedebista; "O interesse de partidos do centrão é pressionar o Palácio do Planalto para obter mais benesses, cobrando novamente uma conta alta para avaliar preliminarmente as acusações contra Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral", diz
O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu blog sobre os motivos que levam apoiadores de Michel Temer e oposição a debaterem sobre o possível fatiamento da mais recente denúncia contra o peemedebista; "O interesse de partidos do centrão é pressionar o Palácio do Planalto para obter mais benesses, cobrando novamente uma conta alta para avaliar preliminarmente as acusações contra Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral", diz (Foto: José Barbacena)

247 - O jornalista Kennedy Alencar escreve em seu blog sobre os motivos que levam apoiadores de Michel Temer e oposição a debaterem sobre o possível fatiamento da mais recente denúncia contra o peemedebista. Kennedy diz que o fatiamento chega a unir partidos de oposição e do centrão porque o motivo principal é prolongar ao máximo a análise da denúncia.

"Mas a concordância acaba nesse ponto. O interesse de partidos do centrão é pressionar o Palácio do Planalto para obter mais benesses, cobrando novamente uma conta alta para avaliar preliminarmente as acusações contra Temer e os ministros Eliseu Padilha, da Casa Civil, e Moreira Franco, da Secretaria Geral", diz.

"Para a oposição, uma análise prolongada serve de palco para desgastar mais o governo. Permite centrar fogo em Temer e nos ministros em processos separados", analisa.

"No entanto, dificilmente prevalecerá a tese do fatiamento. A assessoria jurídica da Câmara já se manifestou contra. Mas a simples discussão dessa possibilidade mostra a que ponto chegou o debate político no país, no qual são criados falsos problemas que demandam gasto de energia e abrem o balcão de negócios entre Executivo e Legislativo", diz Kennedy.

Leia a análise completa

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247