Kennedy: Fux e Flávio Bolsonaro podem levar caso Queiroz ao Planalto

 O jornalista Kennedy Alencar afirma ser "um tiro no pé a estratégia política e jurídica do ministro do STF Luiz Fux e do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ela pode levar a Procuradoria Geral da República a investigar o presidente Jair Bolsonaro"

Kennedy: Fux e Flávio Bolsonaro podem levar caso Queiroz ao Planalto
Kennedy: Fux e Flávio Bolsonaro podem levar caso Queiroz ao Planalto

247 - O jornalista Kennedy Alencar afirma ser "um tiro no pé a estratégia política e jurídica do ministro do STF Luiz Fux e do senador eleito Flávio Bolsonaro (PSL-RJ). Ela pode levar a Procuradoria Geral da República a investigar o presidente Jair Bolsonaro".

Nesta quinta-feira (17), Fux paralisou as investigações contra Fabrício Queiroz, que, segundo o Conselho de Controle de Atividades Financeiras (Coaf), fez uma movimentação financeira atípica no valor de R$ 1,2 milhão, entre 2016 e 2017.

"Os pedidos do filho do presidente da República podem federalizar a investigação e obrigar a procuradora-geral da República, Raquel Dodge, a se manifestar. O Ministério Público Federal e a Polícia Federal poderiam averiguar se Fabrício Queiroz, dublê de motorista e assessor parlamentar de Flávio Bolsonaro, era um laranja de repasse de salários de funcionários para o deputado estadual e se, eventualmente, recebeu dinheiro de origem federal", diz Alencar.

De acordo com o jornalista, "a rigor, Flávio Bolsonaro não teria foro privilegiado no caso; e a decisão liminar de Fux seria uma manobra protelatória". "A nova regra votada pelo STF é a seguinte: deputados federais e senadores só terão foro privilegiado no Supremo por atos cometidos durante o mandato e em razão do cargo".

Leia a íntegra no Blog do Kennedy Alencar

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247