Kennedy: Lava Jato tramou contra Lula e Dilma e mudou a história do Brasil

Segundo o jornalista Kennedy Alencar, as novas revealções da Vaza Jato mostram que a OperaçãoLava Jato "atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula". "Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem"

247 - Após a nova Vaza Jato, o jornalista Kennedy Alencar reforça que Sérgio Moro, agentes da PF e procuradores "mantiveram em segredo diálogos de Lula com o então vice-presidente Michel Temer na busca de um entendimento para evitar o impeachment". "Esconderam também toda a hesitação do petista em aceitar ser ministro da Casa Civil", destaca ele em seu blog.

"Mas a Lava Jato, ciente disso, manipulou a opinião pública e mudou o rumo da história do país para que chegássemos hoje ao governo Bolsonaro. Até agora, muita gente dizia que a Lava Jato contribuiu para o impeachment", diz Alencar.

De acordo com o jornalista, a reportagem do Intercept  Brasil em parceria com o jornal Folha de S.Paulo, "mostra que a Lava Jato atuou para que Dilma fosse derrubada e jogou ilegalmente para prender Lula". "Isso não é papel do sistema judicial. É uma forma de corrupção grave. Autoridades públicas têm compromisso com a lei que os criminosos não possuem".

"Se as ações de Moro, delegados da PF e procuradores da República são um combate legal à corrupção, o país está frito. Está nas mãos de um estado paralelo que persegue inimigos políticos. Ontem foi Lula. Amanhã serão os críticos desses messiânicos que abusaram do seus poderes".

Leia a íntegra no Blog do Kennedy Alencar

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247