Kennedy: Marco Aurélio tem razão ao criticar Cármen Lúcia

O jornalista Kennedy Alencar afirma que a manipulação de pauta ficou evidente na ação de Cármen Lúcia, ao postergar a votação sobre segunda instância, e dá razão ao reclame de Marco Aurélio: “ele tem razão; Cármen Lúcia ajudou os senadores Aécio Neves (PSDB) e Renan Calheiros (MDB) ao pautar determinados processos”

O jornalista Kennedy Alencar afirma que a manipulação de pauta ficou evidente na ação de Cármen Lúcia, ao postergar a votação sobre segunda instância, e dá razão ao reclame de Marco Aurélio: “ele tem razão; Cármen Lúcia ajudou os senadores Aécio Neves (PSDB) e Renan Calheiros (MDB) ao pautar determinados processos”
O jornalista Kennedy Alencar afirma que a manipulação de pauta ficou evidente na ação de Cármen Lúcia, ao postergar a votação sobre segunda instância, e dá razão ao reclame de Marco Aurélio: “ele tem razão; Cármen Lúcia ajudou os senadores Aécio Neves (PSDB) e Renan Calheiros (MDB) ao pautar determinados processos” (Foto: Gustavo Conde)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O jornalista Kennedy Alencar afirma que a manipulação de pauta ficou evidente na ação de Cármen Lúcia, ao postergar a votação sobre segunda instância, e dá razão ao reclame de Marco Aurélio: “ele tem razão; Cármen Lúcia ajudou os senadores Aécio Neves (PSDB) e Renan Calheiros (MDB) ao pautar determinados processos”.

"Os ministros Edson Fachin e Gilmar Mendes deram declarações hoje para tentar colocar panos quentes nos embates na 2ª Turma do STF, num contraste com o clima de guerra nos bastidores do Supremo Tribunal Federal. Mas Marco Aurélio Mello bateu duro na presidente da corte, Cármen Lúcia. Ele criticou “a manipulação da pauta” do tribunal falando mais uma vez da recusa da ministra em rediscutir a possibilidade de prisão após decisão condenatória de segunda instância, tema que é objeto de processos já liberados para julgamento por Marco Aurélio."

Leia mais aqui.

Participe da campanha de assinaturas solidárias do Brasil 247. Saiba mais.

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247