Kennedy: oposição radical a Temer é erro do PT

Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta quinta-feira, 28, que a indicação do PT de adotar uma oposição radical ao provável governo de Michel Temer "será um erro político"; na avaliação dele, "o PT não pode se comportar dessa maneira, sob pena de perder a liderança no campo político da esquerda e da centro-esquerda. Seria a ida para o gueto político"; "O partido deveria fazer uma oposição propositiva ao governo Temer, analisando suas medidas iniciais e se manifestando sobre a correção delas"

Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta quinta-feira, 28, que a indicação do PT de adotar uma oposição radical ao provável governo de Michel Temer "será um erro político"; na avaliação dele, "o PT não pode se comportar dessa maneira, sob pena de perder a liderança no campo político da esquerda e da centro-esquerda. Seria a ida para o gueto político"; "O partido deveria fazer uma oposição propositiva ao governo Temer, analisando suas medidas iniciais e se manifestando sobre a correção delas"
Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta quinta-feira, 28, que a indicação do PT de adotar uma oposição radical ao provável governo de Michel Temer "será um erro político"; na avaliação dele, "o PT não pode se comportar dessa maneira, sob pena de perder a liderança no campo político da esquerda e da centro-esquerda. Seria a ida para o gueto político"; "O partido deveria fazer uma oposição propositiva ao governo Temer, analisando suas medidas iniciais e se manifestando sobre a correção delas" (Foto: Leonardo Lucena)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta quinta-feira, 28, que, "pelos sinais emitidos até agora, o PT sugere a adoção de uma oposição radical ao provável governo de Michel Temer". "Se confirmado esse caminho, será um erro político", disse.

Segundo ele, "apesar de Dilma Rousseff ter feito um governo ruim, o balanço desse período é mais positivo do que negativo, sobretudo por mostrar que foi possível abrir espaço no orçamento público para atender às demandas dos mais pobres". "Portanto, são preocupantes esses sinais de que o PT se comportará como se estivesse fazendo oposição nos anos 80 e 90, contra tudo o que propõe o governo", acrescentou.

O jornalista disse, ainda, que o Partido dos Trabalhadores "não pode agir como o PSOL, que não passou pelo poder". "O PT não pode se comportar dessa maneira, sob pena de perder a liderança no campo político da esquerda e da centro-esquerda. Seria a ida para o gueto político", afirmou. "O partido deveria fazer uma oposição propositiva ao governo Temer, analisando suas medidas iniciais e se manifestando sobre a correção delas".

Leia aqui a íntegra do post de Kennedy Alencar. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247