Kennedy: Padilha quer dar comando da Vale ao PSDB

Segundo o jornalista Kenendy Alencar, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, "trabalha para derrubar o atual presidente da Vale, Murilo Ferreira, e indicar um nome avalizado pela cúpula do PSDB, ouvindo com destaque as opiniões do senador Aécio Neves e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso"; governo Temer tem trabalhado para privatizar a Petrobras e "estatizar" a Vale, onde quer colocar seus aliados; na avaliação de Kennedy, "a articulação de Padilha na Vale tem potencial para criar outra confusão" no governo

Brasília - O ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha fala sobre a reunião de Obras Inacabadas (Valter Campanato/Agência Brasil)
Brasília - O ministro chefe da Casa Civil, Eliseu Padilha fala sobre a reunião de Obras Inacabadas (Valter Campanato/Agência Brasil) (Foto: Gisele Federicce)

247 - Segundo o jornalista Kenendy Alencar, o ministro da Casa Civil, Eliseu Padilha, "trabalha para derrubar o atual presidente da Vale, Murilo Ferreira, e indicar um nome avalizado pela cúpula do PSDB, ouvindo com destaque as opiniões do senador Aécio Neves e do ex-presidente Fernando Henrique Cardoso".

O colunista informa que "essa articulação tem causado desconforto no mercado financeiro, porque Murilo Ferreira implementou um plano de recuperação da companhia bem visto por investidores e agora há uma tentativa de ingerência política na empresa". "Pelo acordo de acionistas, as regras de governança tornam obrigatório que os sócios privados (Bradesco e o grupo japonês Mitsui) sejam ouvidos", acrescenta.

Na avaliação de Kennedy, "a articulação de Padilha na Vale tem potencial para criar outra confusão. Sem contar a apreensão do governo em relação ao que as delações da Odebrecht podem revelar sobre Padilha, abrindo outra crise em relação a um ministro com assento no Palácio do Planalto".

O governo Temer tem trabalhado para privatizar a Petrobras e "estatizar" a Vale, onde quer colocar seus aliados.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247