Kennedy prevê escalada na guerra entre Janot e Temer

Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta sexta-feira, 9, que deve haver uma escalada do conflito entre o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e Michel Temer; "No cenário de derrota de Temer no TSE, haveria possibilidade de recurso. Mas o presidente se enfraqueceria muito politicamente. Perderia margem de manobra para enfrentar uma provável denúncia de Janot", diz Kennedy

Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta sexta-feira, 9, que deve haver uma escalada do conflito entre o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e Michel Temer; "No cenário de derrota de Temer no TSE, haveria possibilidade de recurso. Mas o presidente se enfraqueceria muito politicamente. Perderia margem de manobra para enfrentar uma provável denúncia de Janot", diz Kennedy
Jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta sexta-feira, 9, que deve haver uma escalada do conflito entre o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e Michel Temer; "No cenário de derrota de Temer no TSE, haveria possibilidade de recurso. Mas o presidente se enfraqueceria muito politicamente. Perderia margem de manobra para enfrentar uma provável denúncia de Janot", diz Kennedy (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta sexta-feira, 9, que deve haver uma escalada do conflito entre o procurador-geral da República, Rodrigo Janot, e Michel Temer. 

"No cenário de derrota de Temer no TSE, haveria possibilidade de recurso. Mas o presidente se enfraqueceria muito politicamente. Perderia margem de manobra para enfrentar uma provável denúncia de Janot", diz Kennedy. 

Para o colunista político, com a provável vitória na Justiça Eleitoral, Temer ganha fôlego em meio à maior crise de sua administração. "Essa vitória daria ao governo apoio suficiente na Câmara para barrar a autorização de dois terços dos deputados federais para que uma denúncia por crime comum siga adiante no Supremo e para impedir a tramitação de eventual processo de impeachment", diz Kennedy. 

O jornalista acredita que Janot irá reagir às declarações do ministro Gilmar Mendes, presidente do TSE, que disse que "aparentemente" teria havido uma combinação do Ministério Público Federal com delatores da JBS para que falassem que todas as doações da JBS eram propinas. 

"Mas o Ministério Público Federal deverá reagir em relação à acusação de Gilmar Mendes. Também deverá fazer uma denúncia dura contra Temer. Há rumores em Brasília de que Janot teria mais munição contra o governo. Ou seja, mais um sinal de escalada da crise", diz Kennedy. 

 

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247