Kennedy: 'PSDB não tem saída a não ser apoiar Temer'

Colunista Kennedy Alencar afirmou nesta segunda-feira, 25, que o PSDB, dos senadores Aécio Neves e José Serra, saia de cima do muro em relação ao apoio ao eventual governo do vice-presidente Michel Temer; "Como derrubar um governo e depois dizer que não tem nada a ver com a administração que segue?", questiona; segundo ele, o PSDB terá a obrigação "política e ética" de apoiar um governo de Michel Temer e de liberar tucanos para ocupar cargos no ministério; "Os tucanos não têm outro caminho a não ser o de avalistas políticos de uma gestão Temer. Do contrário, poderão ser acusados de oportunismo e assistir a um enfraquecimento ainda maior da liderança do PSDB no campo político da centro-direita"

Colunista Kennedy Alencar afirmou nesta segunda-feira, 25, que o PSDB, dos senadores Aécio Neves e José Serra, saia de cima do muro em relação ao apoio ao eventual governo do vice-presidente Michel Temer; "Como derrubar um governo e depois dizer que não tem nada a ver com a administração que segue?", questiona; segundo ele, o PSDB terá a obrigação "política e ética" de apoiar um governo de Michel Temer e de liberar tucanos para ocupar cargos no ministério; "Os tucanos não têm outro caminho a não ser o de avalistas políticos de uma gestão Temer. Do contrário, poderão ser acusados de oportunismo e assistir a um enfraquecimento ainda maior da liderança do PSDB no campo político da centro-direita"
Colunista Kennedy Alencar afirmou nesta segunda-feira, 25, que o PSDB, dos senadores Aécio Neves e José Serra, saia de cima do muro em relação ao apoio ao eventual governo do vice-presidente Michel Temer; "Como derrubar um governo e depois dizer que não tem nada a ver com a administração que segue?", questiona; segundo ele, o PSDB terá a obrigação "política e ética" de apoiar um governo de Michel Temer e de liberar tucanos para ocupar cargos no ministério; "Os tucanos não têm outro caminho a não ser o de avalistas políticos de uma gestão Temer. Do contrário, poderão ser acusados de oportunismo e assistir a um enfraquecimento ainda maior da liderança do PSDB no campo político da centro-direita" (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O colunista Kennedy Alencar afirmou nesta segunda-feira, 25, que o PSDB saia de cima do muro em relação ao apoio ao eventual governo do vice-presidente Michel Temer, caso o impeachment da presidente Dilma Rousseff seja aprovado no Senado. 

"O PSDB está numa sinuca de bico. Teve papel fundamental para aprovar o pedido de impeachment da presidente Dilma Rousseff na Câmara. Deverá jogar do mesmo jeito no Senado. Como derrubar um governo e depois dizer que não tem nada a ver com a administração que segue?", questiona. 

Segundo Kennedy, o PSDB terá a obrigação "política e ética" de apoiar um governo de Michel Temer e de liberar tucanos para ocupar cargos no ministério. "Os tucanos não têm outro caminho a não ser o de avalistas políticos de uma gestão Temer. Do contrário, poderão ser acusados de oportunismo e assistir a um enfraquecimento ainda maior da liderança do PSDB no campo político da centro-direita', afirmou. 

Leia na íntegra a coluna de Kennedy Alencar. 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247