HOME > Mídia

Kennedy: PT acerta ao defender Constituição e mandato de Aécio

Para o colunista político Kennedy Alencar, a defesa da Constituição e da lei, feitas pelo PT em relação ao senador Aécio Neves (PSDB) "deve valer para todos, amigos e inimigos"; "De fato, é uma ironia da História que o PT tenha tomado posição oficial contra a decisão da Primeira Turma a respeito de Aécio Neves. No caso, o PT está certo. Se o partido considera que a Constituição foi afrontada quando a então presidente Dilma Rousseff sofreu um golpe parlamentar ou que o ex-presidente Lula é perseguido pelo Ministério Público e o Judiciário, não pode aplaudir ou se calar quando avalia que um direito de um adversário está sendo prejudicado", disse Kennedy

Para o colunista político Kennedy Alencar, a defesa da Constituição e da lei, feitas pelo PT em relação ao senador Aécio Neves (PSDB) "deve valer para todos, amigos e inimigos"; "De fato, é uma ironia da História que o PT tenha tomado posição oficial contra a decisão da Primeira Turma a respeito de Aécio Neves. No caso, o PT está certo. Se o partido considera que a Constituição foi afrontada quando a então presidente Dilma Rousseff sofreu um golpe parlamentar ou que o ex-presidente Lula é perseguido pelo Ministério Público e o Judiciário, não pode aplaudir ou se calar quando avalia que um direito de um adversário está sendo prejudicado", disse Kennedy (Foto: Aquiles Lins)

✅ Receba as notícias do Brasil 247 e da TV 247 no canal do Brasil 247 e na comunidade 247 no WhatsApp.

247 - O jornalista Kennedy Alencar afirmou nesta sexta-feira, 29, como acertada a nota em que o PT condena a decisão do Supremo Tribunal Federal que afastou o senador Aécio Neves (PSDB) (leia aqui). 

"De fato, é uma ironia da História que o PT tenha tomado posição oficial contra a decisão da Primeira Turma a respeito de Aécio Neves. No caso, o PT está certo. Se o partido considera que a Constituição foi afrontada quando a então presidente Dilma Rousseff sofreu um golpe parlamentar ou que o ex-presidente Lula é perseguido pelo Ministério Público e o Judiciário, não pode aplaudir ou se calar quando avalia que um direito de um adversário está sendo prejudicado", disse Kennedy. 

O jornalista aponta que setores da militância petista ficaram incomodados, mas argumenta que a defesa da Constituição e da lei "deve valer para todos, amigos e inimigos". "'Aos amigos, tudo; aos inimigos, a lei' é uma visão regressiva, um atraso civilizatório", diz Kennedy. 

Leia o texto na íntegra no Blog do Kennedy.

iBest: 247 é o melhor canal de política do Brasil no voto popular

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista: