Kotscho: líder nas pesquisas, Lula lança candidatura e mídia ignora

"Em qualquer país civilizado do mundo, quando um ex-presidente lança sua candidatura a um novo mandato, seja na condição que for, ainda mais sendo líder em todas as pesquisas de opinião, certamente mereceria algum registro no noticiário político", diz o jornalista Ricardo Kotscho, sobre a censura da mídia à candidatura do ex-presidente Lula; "Deletado pela grande mídia do noticiário sobre as eleições presidenciais, desde que foi condenado em segunda instância no tribunal de Porto Alegre, Lula é tratado como se fosse um morto vivo", criticou o jornalista

"Em qualquer país civilizado do mundo, quando um ex-presidente lança sua candidatura a um novo mandato, seja na condição que for, ainda mais sendo líder em todas as pesquisas de opinião, certamente mereceria algum registro no noticiário político", diz o jornalista Ricardo Kotscho, sobre a censura da mídia à candidatura do ex-presidente Lula; "Deletado pela grande mídia do noticiário sobre as eleições presidenciais, desde que foi condenado em segunda instância no tribunal de Porto Alegre, Lula é tratado como se fosse um morto vivo", criticou o jornalista
"Em qualquer país civilizado do mundo, quando um ex-presidente lança sua candidatura a um novo mandato, seja na condição que for, ainda mais sendo líder em todas as pesquisas de opinião, certamente mereceria algum registro no noticiário político", diz o jornalista Ricardo Kotscho, sobre a censura da mídia à candidatura do ex-presidente Lula; "Deletado pela grande mídia do noticiário sobre as eleições presidenciais, desde que foi condenado em segunda instância no tribunal de Porto Alegre, Lula é tratado como se fosse um morto vivo", criticou o jornalista (Foto: Aquiles Lins)

247 - O jornalista Ricardo Kotscho criticou nessa quarta-feira, 21, a perseguição da mídia ao ex-presidente Luiz Inácio Lula da Silva. O líder petista, que está em primeiro lugar nas intenções de voto e poderia vencer as eleições presidenciais no primeiro turno, lançou sua candidatura em Belo Horizonte, mas foi solenemente ignorado pela imprensa. 

"Em qualquer país civilizado do mundo, quando um ex-presidente lança sua candidatura a um novo mandato, seja na condição que for, ainda mais sendo líder em todas as pesquisas de opinião, certamente mereceria algum registro no noticiário político", diz Kotscho.

Não é o que acontece no Brasil de Temer. Deletado pela grande mídia do noticiário sobre as eleições presidenciais, desde que foi condenado em segunda instância no tribunal de Porto Alegre, Lula é tratado como se fosse um morto vivo", criticou o jornalista.  

Leia o artigo na íntegra no Balaio do Kotscho

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247