Kotscho: “País vive clima de fim de feira”

Citando vários acontecimentos recentes, como protestos no Rio, discussão entre Gilmar e Lewandowski no STF e a invasão de "vândalos ensandecidos" no plenário da Câmara, pedindo a intervenção militar, o jornalista afirma que, "neste clima de fim de feira, com governantes, políticos e partidos desacreditados, caminhamos para um estado de anomia social, que poderá desaguar numa convulsão"

Citando vários acontecimentos recentes, como protestos no Rio, discussão entre Gilmar e Lewandowski no STF e a invasão de "vândalos ensandecidos" no plenário da Câmara, pedindo a intervenção militar, o jornalista afirma que, "neste clima de fim de feira, com governantes, políticos e partidos desacreditados, caminhamos para um estado de anomia social, que poderá desaguar numa convulsão"
Citando vários acontecimentos recentes, como protestos no Rio, discussão entre Gilmar e Lewandowski no STF e a invasão de "vândalos ensandecidos" no plenário da Câmara, pedindo a intervenção militar, o jornalista afirma que, "neste clima de fim de feira, com governantes, políticos e partidos desacreditados, caminhamos para um estado de anomia social, que poderá desaguar numa convulsão" (Foto: Gisele Federicce)

247 – Para o jornalista Ricardo Kotscho, o Brasil "vive um clima de fim de feira". Ele questiona o que mais pode acontecer, depois de fatos como os protestos do Rio, a discussão entre os ministros do STF Gilmar Mendes e Ricardo Lewandowski e a invasão de "vândalos ensandecidos" no plenário da Câmara, pedindo a intervenção militar.

"Neste clima de fim de feira, com governantes, políticos e partidos desacreditados, caminhamos para um estado de anomia social, que poderá desaguar numa convulsão, como alertou o professor Aldo Fornazieri, em entrevista a Heródoto Barbeiro no Jornal da Record News", diz.

"Parece que ninguém está se dando conta do perigo que todos estamos correndo à beira do vulcão desta confluência das crises política, econômica e social, que envolve os três poderes, como se tudo isso estivesse acontecendo muito longe daqui, em outro país", acrescenta.

Leia aqui a íntegra.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247