Kotscho: surge um “Trumpinho paz e amor”

Jornalista Ricardo Kotscho destacou nesta quarta-feira, 9, a mudança no discurso do republicano Donald Trump, depois que foi eleito presidente dos Estados Unidos; "Donald Trump não só assustou o planeta com a sua inesperada vitória, como voltou a surpreender todo mundo após a confirmação do resultado, ao ressurgir no palco, já alta madrugada de quarta-feira em Nova York, todo sorridente, meigo e conciliador", diz Kotscho; "De um momento para outro, o republicano ensandecido da campanha se transfigurou no presidente "Trumpinho paz e amor", mostrando que é, acima de tudo, um grande artista", acrescenta

Jornalista Ricardo Kotscho destacou nesta quarta-feira, 9, a mudança no discurso do republicano Donald Trump, depois que foi eleito presidente dos Estados Unidos; "Donald Trump não só assustou o planeta com a sua inesperada vitória, como voltou a surpreender todo mundo após a confirmação do resultado, ao ressurgir no palco, já alta madrugada de quarta-feira em Nova York, todo sorridente, meigo e conciliador", diz Kotscho; "De um momento para outro, o republicano ensandecido da campanha se transfigurou no presidente "Trumpinho paz e amor", mostrando que é, acima de tudo, um grande artista", acrescenta
Jornalista Ricardo Kotscho destacou nesta quarta-feira, 9, a mudança no discurso do republicano Donald Trump, depois que foi eleito presidente dos Estados Unidos; "Donald Trump não só assustou o planeta com a sua inesperada vitória, como voltou a surpreender todo mundo após a confirmação do resultado, ao ressurgir no palco, já alta madrugada de quarta-feira em Nova York, todo sorridente, meigo e conciliador", diz Kotscho; "De um momento para outro, o republicano ensandecido da campanha se transfigurou no presidente "Trumpinho paz e amor", mostrando que é, acima de tudo, um grande artista", acrescenta (Foto: Aquiles Lins)

247 - Jornalista Ricardo Kotscho destacou nesta quarta-feira, 9, a mudança no discurso do republicano Donald Trump, depois que foi eleito presidente dos Estados Unidos.

"Quem diria? Donald Trump não só assustou o planeta com a sua inesperada vitória, como voltou a surpreender todo mundo após a confirmação do resultado, ao ressurgir no palco, já alta madrugada de quarta-feira em Nova York, todo sorridente, meigo e conciliador: 'Serei o presidente de todos os americanos e isso é muito importante para mim (...) A todos os republicanos, democratas e independentes nesta nação, lhes digo que é momento que nos reconciliemos como um povo unido'", diz Kotscho.

"De um momento para outro, o republicano ensandecido da campanha se transfigurou no presidente "Trumpinho paz e amor", mostrando que é, acima de tudo, um grande artista", acrescenta. 

O jornalista questiona em qual dos dois Trumps o eleitor americano, e o restante do mundo, devem acreditar. "Contra tudo e contra todos, inclusive os velhos grandes caciques do seu partido, o artista bilionário fez strike em sua estréia numa campanha eleitoral. Derrubou o establishment americano inteiro, a grande mídia, os institutos de pesquisa e os mercados financeiros, que começaram a desabar antes mesmo que a sua vitória fosse oficialmente confirmada", afirma. 

"Nos 16 meses de uma campanha alucinada, desde o lançamento da sua candidatura, em que passou de zebra pitoresca a 45º presidente dos Estados Unidos da América, Donald Trump virou o seu país e o mundo de cabeça para baixo, e é melhor agora ninguém mais fazer previsões sobre o que pode acontecer daqui para a frente", acrescenta. 

Leia na íntegra o artigo de Ricardo Kotscho.

Ao vivo na TV 247 Youtube 247