Kotscho: Valeu, Brasil! De alma lavada, deixamos de ser vira-latas ao menos por um dia

“De do lado de fora, a começar pela CBF, a casa bandida do futebol, assim cognominada com perfeição pelo Juca Kfouri, passamos vergonha aos olhos do mundo, Tite conseguiu se colocar acima da instituição para provar que tudo depende das pessoas no comando, a cada momento”, diz o jornalista Ricardo Kotscho

Kotscho: Valeu, Brasil! De alma lavada, deixamos de ser vira-latas ao menos por um dia
Kotscho: Valeu, Brasil! De alma lavada, deixamos de ser vira-latas ao menos por um dia (Foto: Dir.: Dylan Martinez - Reuters)

247 – “Claro que o resultado do futebol não vai mudar nada nas nossas vidas, mas uma vitória como a desta segunda-feira contra o México, na Copa da Rússia, deixa a gente de alma lavada”, diz o jornalista Ricardo Kotscho. “Rebaixados à condição de vira-latas, com a autoestima abaixo do rés do chão, temos o direito de também ficar alegres, felizes mesmo, pelo menos por um dia”, acrescenta.

Segundo o jornalista, “se do lado de fora, a começar pela CBF, a casa bandida do futebol, assim cognominada com perfeição pelo Juca Kfouri, passamos vergonha aos olhos do mundo, Tite conseguiu se colocar acima da instituição para provar que tudo depende das pessoas no comando, a cada momento”.

“Chega de Dungas e Felipões, e de coronéis gagás no comando da CBF, que precisa urgentemente de uma intervenção, não deste governo, mas da sociedade brasileira. É o mesmo que falta ao Brasil fora do futebol: comando, autoridade, competência, legitimidade. Na Copa da Rússia, pelo menos, deixamos de ser vira-latas”, diz.

Leia a íntegra no  Balaio do Kotscho

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247