Lava Jato protegeu FHC, bancos, Paulo Guedes, Onyx Lorenzoni e Alvaro Dias, aponta Intercept

O site Intercept fez um levantamento dos personagens e grupos econômicos que foram protegidos pela Lava Jato, conduzida pelo ex-juiz Sergio Moro. A lista inclui tucanos, neoliberais, os ministros da Fazenda e da Casa Civil e o setor financeiro

247 – "Nos últimos três meses, a Vaza Jato deu luz a alguns dos protegidos pela Lava Jato. Trago a seguir um compilado com algumas das figuras que contaram com uma abordagem, digamos assim, mais carinhosa", apontao jornalista João Filho, em reportagem publicada no Intercept.
"Enquanto a construção civil foi devassada pela operação, ampliando a crise econômica e o desemprego do país, os grandes bancos foram poupados. Mesmo sabendo que o setor bancário é o meio pelo qual o dinheiro de corrupção circula, a Lava Jato pouco fez contra ele", aponta.

"Fernando Henrique Cardoso também não conheceu o lado implacável da Lava Jato. Os procuradores não investigaram mais profundamente os casos de corrupção envolvendo o ex-presidente e seu governo A ordem veio de Sergio Moro, que recomendou a Dallagnol que não prosseguisse com as investigações contra FHC", aponta o jornalista. Ele lembra ainda qie durante as investigações, o nome de Álvaro Dias, do Podemos, surgiu em dois episódios como beneficiário de propinas. 

Leia a íntegra da reportagem e confira como Guedes e Onyx também foram blindados.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247