Lourdes Nassif: erros na tradução de nota levaram Agência Lupa ao equívoco

A jornalista e editora do Jornal GGN Lourdes Nassif afirma que a Agência Lupa errou em não checar corretamente as notas emitidas pelo Vatican News a respeito da visita do emissário do papa a Lula; o site do Vaticano mudou a identificação de Juan Grabois de ‘ex-assessor’ para ‘consultor’; por fim, a nova nota do Vaticano confirmou e corroborou a versão das mídias alternativas que ganhou a blogosfera ontem, que aguarda a retratação da Agência de checagem

A jornalista e editora do Jornal GGN Lourdes Nassif afirma que a Agência Lupa errou em não checar corretamente as notas emitidas pelo Vatican News a respeito da visita do emissário do papa a Lula; o site do Vaticano mudou a identificação de Juan Grabois de ‘ex-assessor’ para ‘consultor’; por fim, a nova nota do Vaticano confirmou e corroborou a versão das mídias alternativas que ganhou a blogosfera ontem, que aguarda a retratação da Agência de checagem
A jornalista e editora do Jornal GGN Lourdes Nassif afirma que a Agência Lupa errou em não checar corretamente as notas emitidas pelo Vatican News a respeito da visita do emissário do papa a Lula; o site do Vaticano mudou a identificação de Juan Grabois de ‘ex-assessor’ para ‘consultor’; por fim, a nova nota do Vaticano confirmou e corroborou a versão das mídias alternativas que ganhou a blogosfera ontem, que aguarda a retratação da Agência de checagem (Foto: Gustavo Conde)

247 – A jornalista e editora do Jornal GGN Lourdes Nassif afirma que a Agência Lupa errou em não checar corretamente as notas emitidas pelo Vatican News a respeito da visita do emissário do papa a Lula. O site do Vaticano mudou a identificação de Juan Grabois de ‘ex-assessor’ para ‘consultor’. Por fim, a nova nota do Vaticano confirma e corrobora a versão das mídias alternativas que ganhou a blogosfera ontem.

“O caso começou com a visita do assessor do Papa Francisco, Juan Grabois. Em vídeo, em frente à Polícia Federal, em Curitiba, Grabois declarou que estava em visita por sua conta, mas como assessor do Papa jamais havia sido negada sua entrada em cárceres. Isso tem um motivo: ele é consultor do Pontifício Conselho Justiça e Paz. Ele tem uma missão que é única, e é ligada ao Papa de várias formas. O site do PT denunciou o fato. Um consultor do Vaticano, em ponto nevrálgico como o Conselho de Justiça e Paz no momento atual, não conseguiu visitar o ex-presidente Lula. Isso já é notícia até não poder mais. Toda a mídia independente fez eco ao absurdo da situação. Toda ela. Em graus diferenciados de tons, toda a mídia independente fez coro. E apontavam que Grabois trouxera a Lula um terço abençoado pelo Papa. 

Então um post do Vatican News dizia, primeiro, que Grabois era ex-assessor do Papa. Bastou para começar a grita da grande mídia para desqualificar o trabalho da mídia independente. Foi um bafafá. A Agência Lupa, que se arvora a ser a checadora de notícias para identificar notícias falsas, entrou no circuito. E foi com os quatro pés ao peito da mídia independente. Sem avisar, sem pedir que se explicassem. Focando somente na questão do terço, questão menor, já que não deixar Grabois entrar havia sido o verdadeiro horror da notícia. No meio da tarde a situação mudou um pouco. O tal post dito do Vatican News mudou o ex-assessor para consultor. E a notícia só era alcançada se você tivesse o link original. Se fizesse uma busca no site não encontraria nada. Absolutamente nada!

Leia mais aqui.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247