Luis Felipe Miguel: é hora de prender Sara Winter

"Ameaças verbais muitas vezes são só bravatas, feitas quando alguém perde a cabeça", avalia o professor de Ciência Política da UnB Luis Felipe Miguel, que pondera: "Ela [Sara Winter] não é uma cidadã qualquer. Ela é a líder de uma milícia armada"

(Foto: Reprodução)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

Por Luis Felipe Miguel, em seu Facebook - Ameaças verbais muitas vezes são só bravatas, feitas quando alguém perde a cabeça.

Mas, no caso de Sara Winter, há três elementos a ponderar:

1) Ela não perdeu a cabeça. Fez uma performance deliberada, de caso pensado, para passar um recado.

2) Não foi só a ameça de "trocar soco com esse filha da puta desse arrombado", como ela disse em seu linguajar refinado. Ela anuncio um plano de importunação e convocou seus correligionários a se somarem a ele.

3) Ela não é uma cidadã qualquer. Ela é a líder de uma milícia armada.

Um bom momento para mandá-la para a cadeia. Motivos não faltam. Fico com pena das outras presidiárias - conviver com Sara Winter certamente se enquadra naquilo que nos Estados Unidos chamam de "punição cruel e incomum".

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247