Lula a Glenn: "Fiquei orgulhoso ao ver você enfrentar aquela figura nojenta do jornalismo"

"Você presta um serviço extraordinário para a democracia brasileira, falando as verdades que a parte podre da imprensa não fala", afirmou o ex-presidente Lula em carta a Glenn Greenwald, em solidariedade contra a agressão que o editor do The Intercept sofreu de Augusto Nunes

Glenn Greenwald: não há como manter a condenação de Lula
Glenn Greenwald: não há como manter a condenação de Lula (Foto: Reprodução/Twitter)

247 - Em carta ao jornalista Glenn Greenwald, do site The Intercept, o ex-presidente Lula manifestou solidariedade e disse que ficou "orgulhoso de ver você enfrentar aquela figura nojenta do jornalismo podre brasileiro".

Lula se refere à agressão do jornalista Augusto Nunes durante o programa Pânico, da rádio Jovem Pan, que nesta quinta-feira (7) decidiu partir para a violência física contra Glenn depois de ser chamado de "covarde" por envolver os filhos do editor do The Intercept em seus comentários. Na ocasião, Nunes indagou: "Quem cuida das crianças que eles adotaram? Isso aí o juizado de menores deveria investigar".

Segundo a jornalista Mõnica Bergamo, da Folha, na carta, Lula diz ainda a Glenn: "Você presta um serviço extraordinário para a democracia brasileira, falando as verdades que a parte podre da imprensa não fala. Parabéns por você existir. Tenha a minha solidariedade".

Confira a íntegra da carta:

"Querido companheiro Glenn, fiquei orgulhoso ao ver você enfrentar aquela figura nojenta do jornalismo podre brasileiro.

Você presta um serviço extraordinário para a democracia brasileira, falando as verdades que a parte podre da imprensa não fala. 

Parabéns por você existir. Tenha minha solidariedade.

Abraços com admiração do amigo Lula. Sem medo de ser feliz."

Ao vivo na TV 247 Youtube 247