Magalhães: Governo Temer afetará, como diria FHC, os ‘menos informados’

Jornalista do Uol Mario Magalhães avalia que se implementado, o programa Ponte Para o Futuro, do PMDB, "representará um retrocesso de décadas nos direitos dos trabalhadores e nas conquistas sociais dos cidadãos 'menos informados', ou mais pobres", lembrando da expressão usada pelo ex-presidente FHC logo após o primeiro turno das eleições de 2014, quando afirmou que o PT e Dilma Rousseff se beneficiavam do voto dos brasileiros "menos informados"

Jornalista do Uol Mario Magalhães avalia que se implementado, o programa Ponte Para o Futuro, do PMDB, "representará um retrocesso de décadas nos direitos dos trabalhadores e nas conquistas sociais dos cidadãos 'menos informados', ou mais pobres", lembrando da expressão usada pelo ex-presidente FHC logo após o primeiro turno das eleições de 2014, quando afirmou que o PT e Dilma Rousseff se beneficiavam do voto dos brasileiros "menos informados"
Jornalista do Uol Mario Magalhães avalia que se implementado, o programa Ponte Para o Futuro, do PMDB, "representará um retrocesso de décadas nos direitos dos trabalhadores e nas conquistas sociais dos cidadãos 'menos informados', ou mais pobres", lembrando da expressão usada pelo ex-presidente FHC logo após o primeiro turno das eleições de 2014, quando afirmou que o PT e Dilma Rousseff se beneficiavam do voto dos brasileiros "menos informados" (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O programa Ponte Para o Futuro, apresentado pelo PMDB, "representará um retrocesso de décadas nos direitos dos trabalhadores e nas conquistas sociais dos cidadãos 'menos informados', ou mais pobres", caso seja implementado, afirma o jornalista Mario Magalhães, em seu blog no portal Uol.

Ele lembra a expressão usada pelo ex-presidente Fernando Henrique Cardoso logo após o primeiro turno das eleições de 2014, quando afirmou a ele e ao jornalista Josias de Souza que o PT e Dilma Rousseff se beneficiavam do voto dos brasileiros "menos informados". Sobre a declaração, o jornalista comenta: "ela me surpreendeu, vinda de quem veio, um sociólogo aclamado, que no passado demonstrara argúcia interpretativa e sensibilidade social".

Ainda sobre o programa de um eventual governo do vice Michel Temer, ele prevê: "Será uma política de terra arrasada, ultraliberal na economia, abolindo as garantias mais significativas, ainda que modestas, dos assalariados. O arrocho do governo Dilma Reloaded será recordado como arrochinho".

Leia aqui a íntegra.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247