Maior jornal alemão fala em 'golpe de Temer'

Jornal Frankfurter Allgemeine traz nesta sexta-feira, 4, reportagem em que explica que Michel Temer salvou sua pele na Câmara em um ritual com direito a socos e gritos e manteve o resultado dentro das expectativas; texto destaca a explícita compra de votos de deputados por meio de liberação de emendas parlamentares; "Isto não é ilegal, mas um componente central do sistema de jogo político parlamentar no Brasil - e não só lá", diz o texto, assinado pelo correspondente Matthias Rüb; em outro texto, o jornal fala que a continuidade de Temer significa que prossegue a mesma casta política envolvida em corrupção

Jornal Frankfurter Allgemeine traz nesta sexta-feira, 4, reportagem em que explica que Michel Temer salvou sua pele na Câmara em um ritual com direito a socos e gritos e manteve o resultado dentro das expectativas; texto destaca a explícita compra de votos de deputados por meio de liberação de emendas parlamentares; "Isto não é ilegal, mas um componente central do sistema de jogo político parlamentar no Brasil - e não só lá", diz o texto, assinado pelo correspondente Matthias Rüb; em outro texto, o jornal fala que a continuidade de Temer significa que prossegue a mesma casta política envolvida em corrupção
Jornal Frankfurter Allgemeine traz nesta sexta-feira, 4, reportagem em que explica que Michel Temer salvou sua pele na Câmara em um ritual com direito a socos e gritos e manteve o resultado dentro das expectativas; texto destaca a explícita compra de votos de deputados por meio de liberação de emendas parlamentares; "Isto não é ilegal, mas um componente central do sistema de jogo político parlamentar no Brasil - e não só lá", diz o texto, assinado pelo correspondente Matthias Rüb; em outro texto, o jornal fala que a continuidade de Temer significa que prossegue a mesma casta política envolvida em corrupção (Foto: Aquiles Lins)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O jornal alemão Frankfurter Allgemeine traz nesta sexta-feira, 4, dois textos sobre a vitória de Michel Temer, que conseguiu apoio da Câmara para enterrar as investigações que pesam contra ele por corrupção passiva.

Intitulado "O Golpe de Temer", o texto explica que Temer salvou sua pele em um ritual que aconteceu entre socos e gritos e manteve o resultado dentro das expectativas, com a continuidade dos patrocinadores atuais do sistema. O líder político brasileiro declarou que segue na tentativa de tirar o país da pior recessão de sua história.

O pedido do Ministério Público Federal para a investigação foi revogado. Ao final das votações nominais, apenas 227 votos foram dados para encaminhar a denúncia contra Temer ao Supremo Tribunal. O jornal destacou que 263 deputados votaram a favor do fim prematuro do processo penal contra o chefe de Estado.

Em numerosos almoços e jantares em sua residência, Temer fez promessas abrangentes em apoio a certas iniciativas legislativas de alguns políticos, incluindo a liberação dos recursos do orçamento federal. "Isto não é ilegal, mas um componente central do sistema de jogo político parlamentar no Brasil - e não só lá", diz o texto, assinado pelo correspondente Matthias Rüb. "Se Temer ainda tem a estatura política apesar de seu sucesso recente, deve continuar seu trabalho como presidente pró-reformas".

Em outro texto, mais opinativo, o jornal fala que a continuidade de Temer significa que prossegue a mesma casta política envolvida em corrupção, mas também segue o ministro Henrique Meirelles, que hoje tem a integridade que o chefe político brasileiro não desfruta.

 

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247