Mario Marona: povo de Porto Alegre se tornou invisível nos jornais

para o jornalista Mario Marona, "as imagens que mostram verdadeiramente o apoio a Lula, ontem, em Porto Alegre, não estão nas primeiras páginas dos jornais tradicionais brasileiros. Nas páginas internas, a presença do povo nas ruas é mostrada, de longe, apenas em uma foto e somente em um único jornal"; "Lula reuniu milhares de pessoas para ouvi-lo, mas a visão das primeiras páginas faz parecer que ele falou para ninguém, ou para fantasmas. Está sozinho, sobre um palanque, numa das fotos acompanhado apenas pela ex-presidenta Dilma Rousseff", destaca

para o jornalista Mario Marona, "as imagens que mostram verdadeiramente o apoio a Lula, ontem, em Porto Alegre, não estão nas primeiras páginas dos jornais tradicionais brasileiros. Nas páginas internas, a presença do povo nas ruas é mostrada, de longe, apenas em uma foto e somente em um único jornal"; "Lula reuniu milhares de pessoas para ouvi-lo, mas a visão das primeiras páginas faz parecer que ele falou para ninguém, ou para fantasmas. Está sozinho, sobre um palanque, numa das fotos acompanhado apenas pela ex-presidenta Dilma Rousseff", destaca
para o jornalista Mario Marona, "as imagens que mostram verdadeiramente o apoio a Lula, ontem, em Porto Alegre, não estão nas primeiras páginas dos jornais tradicionais brasileiros. Nas páginas internas, a presença do povo nas ruas é mostrada, de longe, apenas em uma foto e somente em um único jornal"; "Lula reuniu milhares de pessoas para ouvi-lo, mas a visão das primeiras páginas faz parecer que ele falou para ninguém, ou para fantasmas. Está sozinho, sobre um palanque, numa das fotos acompanhado apenas pela ex-presidenta Dilma Rousseff", destaca (Foto: Paulo Emílio)

Por Mario Marona, em seu FacebookAs imagens que mostram verdadeiramente o apoio a Lula, ontem, em Porto Alegre, não estão nas primeiras páginas dos jornais tradicionais brasileiros.

Nas páginas internas, a presença do povo nas ruas é mostrada, de longe, apenas em uma foto e somente em um único jornal.

O povo que estava em Porto Alegre, no cruzamento entre a rua dos Andradas e a Borges de Medeiros, a chamada "esquina democrática", e que de tão numeroso teve de se espalhar pelas ruas próximas, foi tornado invisível pela mídia tradicional.

Lula reuniu milhares de pessoas para ouvi-lo, mas a visão das primeiras páginas faz parecer que ele falou para ninguém, ou para fantasmas. Está sozinho, sobre um palanque, numa das fotos acompanhado apenas pela ex-presidenta Dilma Rousseff.

Como se fosse um ato não-público.

Um destes jornais escolhe para o alto de sua capa uma foto - enorme - em que Lula faz um gesto que poderia parecer a insinuação de que será degolado. Outro só mostra povo na primeira página em foto de manifestantes contra Lula, em São Paulo. A favor, de jeito nenhum.

O álbum publicado a seguir vai mostrar, antes, as fotos das primeiras páginas dos três maiores jornais tradicionais do país.

E vai mostrar, em seguida, fotos feitas por Ricardo Stuckert, publicadas apenas nas redes sociais e na mídia independente e alternativa.

Que cada um tire as mais honestas conclusões possíveis.

Conheça a TV 247

Mais de Mídia

Ao vivo na TV 247 Youtube 247