Mello Franco: Cunha levou propina mesmo

Colunista Bernardo Mello Franco destaca a declaração do lobista Fernando Baiano no Conselho de Ética contra Eduardo Cunha; 'Baiano confirmou o que já havia declarado à Justiça Federal. Disse que se reuniu "mais de dez vezes" com Cunha e contou ter levado R$ 4 milhões em dinheiro vivo ao escritório do deputado, no centro do Rio'; “Agora, que é propina, é. É vantagem indevida, é propina. É isso mesmo", deu o braço a torcer o delator

Colunista Bernardo Mello Franco destaca a declaração do lobista Fernando Baiano no Conselho de Ética contra Eduardo Cunha; 'Baiano confirmou o que já havia declarado à Justiça Federal. Disse que se reuniu "mais de dez vezes" com Cunha e contou ter levado R$ 4 milhões em dinheiro vivo ao escritório do deputado, no centro do Rio'; “Agora, que é propina, é. É vantagem indevida, é propina. É isso mesmo", deu o braço a torcer o delator
Colunista Bernardo Mello Franco destaca a declaração do lobista Fernando Baiano no Conselho de Ética contra Eduardo Cunha; 'Baiano confirmou o que já havia declarado à Justiça Federal. Disse que se reuniu "mais de dez vezes" com Cunha e contou ter levado R$ 4 milhões em dinheiro vivo ao escritório do deputado, no centro do Rio'; “Agora, que é propina, é. É vantagem indevida, é propina. É isso mesmo", deu o braço a torcer o delator (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - O colunista Bernardo Mello Franco destaca a declaração do lobista Fernando Baiano no Conselho de Ética contra Eduardo Cunha: ‘Baiano confirmou o que já havia declarado à Justiça Federal. Disse que se reuniu "mais de dez vezes" com Cunha e contou ter levado R$ 4 milhões em dinheiro vivo ao escritório do deputado, no centro do Rio’.

“Agora, que é propina, é. É vantagem indevida, é propina. É isso mesmo", deu o braço a torcer o delator.

Mello Franco reclama, no entanto, da lerdeza do processo: “É o mais longo da história da Câmara, arrastando-se há mais de 170 dias. Se depender do advogado Marcelo Nobre, nem mil relatos de pagamento de propina serão suficientes para cassar o deputado” – leia aqui.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247