Mello Franco: Erundina deu lição ao STF contra Cunha

Colunista Bernardo Mello Franco cobra o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara; ele ressalta as manobras do peemedebista no processo de impeachment de Dilma Rousseff e elogia a deputada Luiza Erundina, do PSOL, que se sentou por alguns minutos na cadeira que ele não deveria mais ocupar: “Aos 81 anos, a paraibana deu uma lição aos ministros do Supremo que continuam de braços cruzados”

Colunista Bernardo Mello Franco cobra o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara; ele ressalta as manobras do peemedebista no processo de impeachment de Dilma Rousseff e elogia a deputada Luiza Erundina, do PSOL, que se sentou por alguns minutos na cadeira que ele não deveria mais ocupar: “Aos 81 anos, a paraibana deu uma lição aos ministros do Supremo que continuam de braços cruzados”
Colunista Bernardo Mello Franco cobra o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara; ele ressalta as manobras do peemedebista no processo de impeachment de Dilma Rousseff e elogia a deputada Luiza Erundina, do PSOL, que se sentou por alguns minutos na cadeira que ele não deveria mais ocupar: “Aos 81 anos, a paraibana deu uma lição aos ministros do Supremo que continuam de braços cruzados” (Foto: Roberta Namour)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 – O colunista Bernardo Mello Franco cobrou novamente o afastamento de Eduardo Cunha da presidência da Câmara. Ele ressalta as manobras do peemedebista no processo de impeachment:

“Enquanto o Supremo lavou as mãos, o deputado recuperou força política ao chefiar o processo de impeachment contra Dilma Rousseff. Conseguiu uma trégua da oposição e encorajou aliados a falarem abertamente numa "anistia" para salvá-lo”.

Mello Franco elogia a deputada Luiza Erundina, do PSOL, que se sentou por alguns minutos na cadeira que ele não deveria mais ocupar: “Aos 81 anos, a paraibana deu uma lição aos ministros do Supremo que continuam de braços cruzados” (leia aqui).

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247