Merval muda a data de prisão de Lula para evitar comparação com Jesus Cristo

Depois de dizer que Lula poderia ser preso no dia 26 de março, em plena Semana Santa, Merval Pereira, porta-voz dos interesses da Globo, concessionária pública de TV que pressiona pela prisão sem provas do maior líder político brasileiro, sugere que a decisão seja adiada para o início de abril, de modo a evitar a politização do caso

www.brasil247.com - Merval muda a data de prisão de Lula para evitar comparação com Jesus Cristo
Merval muda a data de prisão de Lula para evitar comparação com Jesus Cristo


247 - Porta-voz dos interesses da globo, o colunista Merval Pereira agora resolveu mudar a data da prisão de Lula para depois da Semana Santa, evitando assim qualquer comparação do petista com Jesus Cristo.

"O TRF-4 ainda não marcou a data do julgamento dos embargos de declaração da defesa do ex-presidente Lula contra a condenação a 12 anos e 1 mês. A possibilidade de que seja marcado para o dia 26 continua existindo, mas há quem considere mais prudente que o julgamento seja feito após o feriado de Páscoa. Neste caso, o julgamento seria marcado para o dia 4 de abril, pois as sessões são realizadas sempre às quartas-feiras. Na semana da Páscoa, como o feriado do Judiciário começa na quarta-feira, dia 28, a sessão foi antecipada para a segunda-feira. Há quem veja a possibilidade de o PT politizar uma provável prisão de Lula durante a Semana Santa", escreveu em sua coluna nesta quarta.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email