Merval: prisão de Ribeiro deixa Bolsonaro 'chamuscado' e abre crise em sua campanha pela reeleição

"Prisão dos acusados de corrupção agrega mais problemas a uma campanha marcada pela disputa interna entre os políticos do Centrão e a família de Bolsonaro", diz o jornalista

www.brasil247.com - Merval Pereira e Bolsonaro com Milton Ribeiro
Merval Pereira e Bolsonaro com Milton Ribeiro (Foto: Reprodução | Alan Santos/PR)


247 - O jornalista Merval Pereira afirma, em sua coluna no jornal O Globo, que Jair Bolsonaro saiu “chamuscado” com a repercussão da prisão do ex-ministro da Educação Milton Ribeiro pela suspeita de envolvimento em desvios e irregularidades na liberação de recursos do Fundo Nacional de Desenvolvimento da Educação (FNDE). 

“Bolsonaro, desde que a notícia da prisão do ex-ministro explodiu na imprensa, já não coloca sua cara no fogo. Ao contrário, já disse que Milton Ribeiro tem de responder por seus atos, mas são atos que repercutem diretamente no governo Bolsonaro, e ele nunca mandou apurar nada, nem tomou qualquer atitude contrária ao seu ex-ministro”, ressalta Merval. 

Ainda segundo ele, “a prisão dos acusados de corrupção pela Polícia Federal agrega mais problemas a uma campanha que está marcada pela disputa interna de poder entre os políticos do Centrão e a família de Bolsonaro”. 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

“Outro dia, queixou-se de estar apanhando “dia sim, outro também” e declarou-se estressado com a situação. Desta vez, embora tenha querido tirar o corpo fora do caso do pastor Milton Ribeiro, o presidente Bolsonaro não tem como desvencilhar-se da crise política que terá de enfrentar dentro da campanha pela reeleição”, finaliza.

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Assine o 247, apoie por Pix, inscreva-se na TV 247, no canal Cortes 247 e assista:

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

 

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

O conhecimento liberta. Saiba mais. Siga-nos no Telegram.

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Apoie o 247

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE

Cortes 247

CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
CONTINUA DEPOIS DA PUBLICIDADE
WhatsApp Facebook Twitter Email