Mídia americana destaca guerra comercial contra gigantes chinesas de tecnologia

O colunista Nelson de Sá, da Folha de S.Paulo, destaca em artigo publicado nesta quarta-feira (11) a repercussão na mídia estadunidense da disputa comercial contra as gigantes empresas chinesas de tecnologia

247 - Em artigo publicado nesta quarta-feira (11), o colunista Nelson de Sá, da Folha de S.Paulo, comenta a repercussão na mídia estadunidense da disputa comercial contra as gigantes empresas chinesas de tecnologia. 

"O Wall Street Journal marcou o dia da aposentadoria de Jack Ma, o célebre fundador do Alibaba, com a reportagem de capa 'Para muitos gigantes chineses de tecnologia, o sucesso para na fronteira'. O exemplo dado foi a dificuldade da plataforma de comércio - de receita anual maior que Amazon e eBay juntas” - no Vietnã - aponta o colunista da Folha.  

Mas o jornal admite vitórias, inclusive “o desempenho do AliExpress, site global do Alibaba, na Rússia e no Brasil, grandes mercados com consumidores atentos a preços”. Ou então o aplicativo TikTok, da chinesa Bytedance, “que pegou como fogo nos EUA”.  

Nelson de Sá registra ainda a disputa entre o investidor George Soros e a gigante chinesa Huawei, assinalando que também no WSJ apareceu um artigo de Soros, que é  financiador das campanhas democratas, em que o magnata elogia a guerra comercial “bipartidária” de Donald Trump contra a China.   

Além do elogio, Soros critica Trump, já em pré-campanha pela reeleição, por estar querendo “armar um encontro com Xi Jinping e fazer um acordo”.  

Nelson diz que o temor de Soros é a gigante Huawei, que sem as sanções “pode consolidar sua liderança no mercado 5G”, estimulando a “compra de know how de empresas chinesas” mundo afora.

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247