Mino Carta diz ter medo de computador

"Aqui estou a batucar na minha vetusta Olivetti porque tenho medo do computador e dele mantenho distância ao caminhar pela redação: se me aproximar, com sua bocarra escancarada e insondável, me engole igual à sucuri ao novilho. Bilhões de semelhantes já foram engolidos", escreve o jornalista, em editorial na Carta Capital

"Aqui estou a batucar na minha vetusta Olivetti porque tenho medo do computador e dele mantenho distância ao caminhar pela redação: se me aproximar, com sua bocarra escancarada e insondável, me engole igual à sucuri ao novilho. Bilhões de semelhantes já foram engolidos", escreve o jornalista, em editorial na Carta Capital
"Aqui estou a batucar na minha vetusta Olivetti porque tenho medo do computador e dele mantenho distância ao caminhar pela redação: se me aproximar, com sua bocarra escancarada e insondável, me engole igual à sucuri ao novilho. Bilhões de semelhantes já foram engolidos", escreve o jornalista, em editorial na Carta Capital (Foto: Gisele Federicce)
Siga o Brasil 247 no Google News Assine a Newsletter 247

247 - "Aqui estou a batucar na minha vetusta Olivetti porque tenho medo do computador e dele mantenho distância ao caminhar pela redação: se me aproximar, com sua bocarra escancarada e insondável, me engole igual à sucuri ao novilho. Bilhões de semelhantes já foram engolidos", escreve o jornalista Mino Carta, em editorial na Carta Capital.

"Inútil acrescentar que nunca tive celular. A profundidade da contribuição de computador e celular à destruição dos neurônios ainda haverá de ser medida algum dia, sempre que haja chance de um retorno à razão", acrescenta.

O conhecimento liberta. Saiba mais

A você que chegou até aqui, agradecemos muito por valorizar nosso conteúdo. Ao contrário da mídia corporativa, o Brasil 247 e a TV 247 se financiam por meio da sua própria comunidade de leitores e telespectadores. Você pode apoiar a TV 247 e o site Brasil 247 de diversas formas. Veja como em brasil247.com/apoio

Comentários

Os comentários aqui postados expressam a opinião dos seus autores, responsáveis por seu teor, e não do 247