Miriam Leitão: Bolsonaro apoiou um ditador sanguinário

A jornalista Miriam Leitão diz que o presidente brasileiro Jair Bolsonaro apoiou um ditador sanguinário, ao elogiar Alfredo Stroessner na cerimônia de nomeação de autoridades na usina binacional de Itaipu; ela diz: "o ditador Stroessner foi sanguinário, tinha uma polícia política das mais violentas e era chefe de um governo corrupto. Ficou 35 anos no poder no Paraguai. Essa é a verdade sobre ele. O presidente Bolsonaro o admira, como disse hoje"

Miriam Leitão: Bolsonaro apoiou um ditador sanguinário
Miriam Leitão: Bolsonaro apoiou um ditador sanguinário (Foto: Reprodução/TV Globo)

247 - A jornalista Miriam Leitão diz que o presidente brasileiro Jair Bolsonaro apoiou um ditador sanguinário, ao elogiar Alfredo Stroessner na cerimônia de nomeação de autoridades na usina binacional de Itaipu. Ela diz: "o ditador Stroessner foi sanguinário, tinha uma polícia política das mais violentas e era chefe de um governo corrupto. Ficou 35 anos no poder no Paraguai. Essa é a verdade sobre ele. O presidente Bolsonaro o admira, como disse hoje."

Confira o Twitter de Miriam Leitão: 

Conheça a TV 247

Ao vivo na TV 247 Youtube 247